16 jul 2003 - 20h02

Kleberson é do Manchester United

Depois de um ano de muitas especulações, finalmente o Atlético acertou a transferência do meia Kleberson, de 24 anos. Seu destino será uma das maiores potências do futebol mundial: o Manchester United, da Inglaterra. Depois de ser especulado por Leeds United, Newcastle, Celtic, Roma e Barcelona, Kleberson acabou sendo negociado mesmo com os Red Devils, que precisavam de um substituto para David Beckham.

A transferência foi confirmada no final da tarde de hoje. Na edição do Jornal Nacional, o apresentador William Bonner informou que Kleberson embarcará para a Inglaterra nesta quinta-feira, partindo de São Paulo. O jogador já está na capital paulista, juntamente com o restante da delegação atleticana.

A trajetória de Kleberson foi fulminante. Certamente, ele é o jogador criado nas categorias de base do Atlético que fez mais sucesso internacional vestindo a camisa do rubro-negro. É responsável por diversas marcas inéditas: o primeiro jogador de um time paranaense convocado para uma Copa do Mundo, o primeiro a ser campeão, o primeiro a ser titular em uma final.

Além disso, o desempenho do meio-campista não foi fantástico apenas para os níveis do Atlético. Foi excelente também em nível mundial. Ele acertou uma bola na trave da Alemanha e foi eleito um dos melhores da final da Copa do Mundo, ao lado de Ronaldo.

Logo depois da conquista do título mundial, na reapresentação de Klebeson ao Atlético, o presidente Mário Celso Petraglia começou a preparar a torcida. Afirmou que o jogador havia “bebido da mesma água de craques como Ronaldo, Rivaldo e Roberto Carlos” e que a saída dele do Furacão era questão de tempo.

Durante um ano, o rubro-negro recusou convites e ofertas de clubes estrangeiros. O acerto chegou a estar próximo algumas vezes, mas o Atlético jamais abriu mão de receber os valores que reputou justos pela qualidade do atleta. Porém, o dia inevitável chegou.

Kleberson foi negociado com o Manchester United, uma das maiores potências do mundo ao lado do Real Madrid. Curiosamente, justamente o clube no qual Petraglia sempre declarou que se inspirou para projetar o futuro atleticano. Segundo ele, o modelo de administração da equipe inglesa é o ideal.

O Atlético receberá 50% de um valor total estimado em R$ 23 mi (o restante irá para o PSTC, de Londrina, parceiro do Furacão). Os detalhes da negociação ainda não foram divulgados por nenhum dos dois clubes.



Últimas Notícias

Opinião

Libertadores, estamos aqui

Do alto da nossa sétima participação na Copa Libertadores da América, temos que reconhecer que já temos muita história para contar: da primeira participação, via…