23 jul 2003 - 23h17

Capone afirma que faltou vergonha na cara

O zagueiro Capone foi um dos atletas mais criticados pela narração da Rádio CBN, que cobriu o jogo com três jornalistas: Luiz Augusto Xavier, Borba Filho e Leonardo Mendes Júnior. Ao final do jogo, ele justificou sua má apresentação dizendo que estava machucado e que ao menos teve raça.

“Não é que eu tenha feito um bom jogo, mas pelo menos eu corri. Eu dei o máximo de mim”, garantiu ele, que reclamou da ausência de vontade parecida dos demais companheiros.

“Nossa equipe não foi o Atlético. Hoje a equipe do Guarani foi superior. Nossa equipe se escondeu do jogo o tempo todo. Eu joguei no sacrifício, tentando honrar a camisa do Atlético. Temos de ter um pouco mais de vergonha na cara. Nós falamos uma coisa no vestiário e chega aqui, o time se esconde”, afirmou o experiente zagueiro.

Porém, ao ser questionado qual atleta estava fazendo corpo mole, Capone se esquivou. “Não vou citar nenhum jogador específico, acho que quando perde o time, perde o grupo todo e não só um jogador”, disse.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Freguês sempre volta…

O jogo de ontem na Baixada merecia torcida. Se não fosse a Pandemia, seguramente teríamos 30 mil pessoas na Arena. O Athetico jogou bem, principalmente…

Fala, Atleticano

O que será amanhã?

Vendo que o Athletico aguarda só o final do Campeonato Brasileiro.. Apesar de ter jogos ainda por realizar, a postura do time nas partidas, diz…

Fala, Atleticano

Acarajé pesado

Fomos para a Bahia, desfalcados enfrentar o time desesperado do Bahia, precisando ganhar para sair um pouco da “fila da Zona”… Fomos com LE improvisado,…