10 ago 2003 - 19h03

Rogério Corrêa salva a pátria novamente

O Atlético arrancou um empate heróico contra o Grêmio na tarde deste domingo. Jogando num estádio Olímpico com boa presença de público (cerca de 19 mil pessoas), o rubro-negro sofreu um gol logo no início e teve o volante Juliano expulso no início da segunda etapa. Mesmo com um a menos, a equipe teve forças para buscar o empate.

O início do jogo foi ruim para o Atlético. Empolgado pelo bom comparecimento da torcida, graças à promoção realizada pela diretoria, o Grêmio partiu com tudo para cima do rubro-negro. Aos 6 minutos, George Lucas cobrou escanteio da esquerda, Jorge Mutt desviou de cabeça no primeiro pau e a bola foi próxima à outra trave. Juliano, de costas, dividiu de cabeça com Caio e a bola foi para o fundo das redes de Diego.

A melhor chance do Furacão ocorreu logo em seguida, aos 9 minutos. Ilan recebeu a bola no centro do campo e abriu para Alex Mineiro na ponta-direira. Alex dominou, ergueu a cabeça e cruzou rasteiro para o centro da área. Adriano apareceu livre, mas chutou muito forte, por cima do travessão. Depois do lance, o meia levou as mãos ao rosto, lamentando a falha.

Cinco minutos depois, foi a vez de Alex Mineiro cometer um erro que quase resultou em gol do Grêmio. Desatento, ele tocou para trás e acabou dando de presente para Caio, que partiu com a bola dominada do meio-campo até a área atleticana. Apenas dois adversários separavam Caio do gol: o zagueiro Daniel e o goleiro Diego.

Porém, ao tentar o drible, Caio acabou se atrapalhando e Daniel fez o desarme, evitando outro lance de perigo. Aos 17 minutos, Rodriguinho cometeu falta por trás em Caio e recebeu cartão amarelo. Na cobrança da falta, Rodriguinho tentou desarmar o adversário e acabou dando um chute forte contra sua própria linha de fundo, proporcionando outro escanteio ao Grêmio.

As melhores chances do time gaúcho surgiram nos escanteios e nos contra-ataques. Aos 26 minutos, o Atlético cometeu nova falha na marcação do escanteio e Caio quase marcou novamente, não fosse outro desarme de Daniel. E em um contra-ataque, aos 35, Rogério Corrêa falhou na frente da área, mas Bruno perdeu o tempo do chute e Leanderson bateu mal, para fora.

Três minutos depois, Daniel deu um chutão para frente, a zaga gremista rebateu e Alex pegou a sobra. O atacante tabelou com Adriano e deixou o meia na cara do gol, mas ele chegou atrasado e Danrlei fez a defesa. Aos 43, Adriano errou uma jogada, o Grêmio partiu em contra-ataque, Gilberto cruzou da ponta-esquerda e Bruno, no centro da área, chutou para fora.

Segundo tempo

Insatisfeito com a atuação ofensiva da equipe, Mário Sérgio fez duas modificações no início do segundo tempo. Sacou o lateral-esquerdo Ivan e o zagueiro Daniel e promoveu as entradas de Michel Bastos e Jadson. O objetivo era deixar o time mais habilidoso, capaz de escapar da forte marcação gremista.

Logo aos 2 minutos, Adriano recebeu cruzamento da direita e chutou forte, mas a bola passou à esquerda do gol de Danrlei. O Grêmio respondeu com Flávio Dias, que entrara no final do primeiro tempo no lugar de Caio, machucado. Ele recebeu lançamento na esquerda, invadiu a área e tocou na saída de Diego, mas a bola foi torta e passou paralelamente à linha do gol atleticano.

O Grêmio voltou a assustar por volta dos 9 minutos. Bruno tocou para Leanderson na direita e ele bateu cruzado, à direita de Diego. No minuto seguinte, Jorge Mutt pegou um rebote da zaga e chutou forte, para boa defesa de Diego.

O técnico Mário Sérgio fez sua terceira modificação aos 13 minutos: sacou Rodriguinho e colocou Fernando em campo. No minuto seguinte à substituição, o Grêmio teve grande chance para marcar, mas Jorge Mutt furou no centro da área.

A situação se complicou para o rubro-negro aos 15 minutos, quando Juliano foi expulso depois de receber o segundo cartão amarelo. Em um contra-ataque gremista, ele cometeu falta no meio-campo, abraçando-se com o jogador adversário e impedindo sua passagem. Aos 17, Flávio Dias chutou forte de perna esquerda, mas Diego fez firme defesa.

Aos 18 minutos, Alex Mineiro fez uma jogada maravilhosa. Ele pegou a bola próximo da linha lateral, driblou dois adversários, posicionou-se de frente para o gol, na meia-lua, e chutou forte. A bola explodiu na trave esquerda de Danrlei e o rebote voltou para a defesa gaúcha.

A torcida tricolor voltou a vibrar aos 27 minutos, quando Marcos Paulo pegou um rebote de Igor e chutou muito forte, raspando a trave esquerda do goleiro atleticano. No mesmo minuto, o Atlético respondeu com Michel Bastos, que avançou pela esquerda e chutou na rede pelo lado de fora.

O Atlético cresceu de produção no jogo e passou a pressionar o Grêmio, mas sem invadir a área adversária com perigo. Assim, restava aos atacantes atleticanos arriscar os chutes de longe. Aos 30, Ilan bateu de fora da área, mas o chute saiu fraco e Danrlei defendeu. Aos 36 minutos, George cruzou da direita, Bruno ganhou de três zagueiros, mas cabeceou para fora, assustando o goleiro Diego.

Porém, dois minutos depois, o Grêmio perdeu sua melhor chance. Depois de uma cobrança de falta errada no ataque, o Atlético sofreu o contra-ataque e Flávio Dias ficou totalmente livre para marcar. Ele bateu no canto esquerdo de Diego e o goleiro atleticano fez milagre, espalmando para escanteio e evitando o segundo gol.

Aos 40, Alex Mineiro cruzou da esquerda e Rogério Corrêa cabeceou para fora, tirando tinta da trave. Porém, dois minutos depois, o homem-surpresa do Atlético não desperdiçou uma segunda chance e marcou o gol de empate.

Jadson estava com a bola dominada aos 41 minutos próximo à bandeirinha de escanteio da ponta-direira. Ao tentar cavar um escanteio, a bola bateu na mão de um zagueiro gremista e arbitragem marcou falta. O próprio Jadson cobrou falta na área, mas Rogério Corrêa não alcançou. No máximo esforço, a bola raspou em sua cabeça e foi para a ponta esquerda.

Ilan se esforçou, alcançou a bola e fez novo cruzamento para a área. Desta vez, Rogério venceu a disputa a área com Anderson Lima e a bola quicou no solo. Rápido, o zagueiro esticou o pé direito e tocou no canto direito de Danrlei, que nada pôde fazer para evitar o empate.

[Fotos: Fernando Gomes / ZH]

25ª Rodada – (10/08) – Grêmio 1 x 1 Atlético – Olímpico
A:
Romildo Corrêa (SP); CA: Leanderson, Rodriguinho, Danrlei, Rogério Corrêa, Fernando, Adriano, Baloy e Flávio Dias; CV: Juliano; P: 19.060; R: R$ 66.060,00; G: Caio, aos 6 do 1°; Rogério Corrêa, aos 42 do 2°.

GRÊMIO: Danrlei; George Lucas, Baloy, Roger, Adriano e Gilberto (Douglas); Leanderson, Marcos Paulo e Jorge Mutt (Anderson Lima); Caio (Flávio Dias) e Bruno. T: Nestor Simionatto.

ATLÉTICO: Diego; Rodriguinho (Fernando), Igor, Rogério Corrêa, Daniel (Jadson) e Ivan (Michel Bastos); Juliano, Luciano Santos e Adriano; Ilan e Alex Mineiro. T: Mário Sérgio.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Insanidade

Louva-se o posicionamento do CAP em relação à atitude insana, egoísta e manipuladora do Flamengo, que chegou ao ponto de utilizar-se da peste alcançar seus…

Camisa preta edição especial.

Opinião

Viva a revolução!

Eu sou corneta. Confesso! Se o time vai mal, sou o primeiro a reclamar. Se o time vai bem, tem que melhorar. Se ganhou de…

Notícias

A evolução do Athletico

É inegável a evolução do rubro-negro. Desde a mudança no comando técnico, o Furacão vem evoluindo a cada jogo. Atualmente acumula quatro vitórias consecutivas. Além…