11 ago 2003 - 10h19

Resumo dos jornais desta segunda-feira

Atlético cava empate na raça – Jogando com um jogador a menos e sofrendo sufoco na maior parte do tempo, o Rubro-Negro mostrou raça e dedicação nos minutos finais da partida contra o tricolor gaúcho e chegou ao gol nos momentos finais do confronto através do zagueiro artilheiro Rogério Correia. Mesmo assim, o saldo final é negativo. O Furacão caiu uma posição na tabela e não terá os médios-alas Rodriguinho e Fernandinho e o volante-zagueiro Juliano contra o Galo devido a suspensões. (Leia mais).

 

Na raça, Atlético evita o pior – Com um a menos, o Atlético cresceu no duelo e chegou a esboçar uma pressão. As críticas à preparação física do Grêmio (feita por dirigentes, jornalistas e torcida antes da bola rolar) pareciam ter fundamento. O principal trunfo do Furacão para evitar o pior era Alex Mineiro. E com muita categoria, o atacante executou a jogada mais bonita da noite. Ele passou por dois marcadores e arrematou na trave. Era o primeiro sinal de que a equipe não havia desistido. (Leia mais).

 

Atlético não tira o “pijama” nem contra o lanterna – O Atlético continua patinando nas partidas fora de Curitiba. Ontem à tarde, um gol do zagueiro Rogério Corrêa, aos 43 minutos do segundo tempo, evitou a décima derrota rubro-negra fora de casa no Campeonato Brasileiro. Com o empate em 1 a 1 com o Grêmio, no estádio Olímpico, o time paranaense ficou na 17 colocação. (Leia mais).

 

Grêmio tenta, mas continua abraçado a lanterna – O Atlético-PR voltou no segundo tempo com duas modificações: o técnico Mário Sérgio trocou os alas de seu time, colocando Jadson em lugar de Daniel e Michel no lugar de Ivan. Com isso a equipe ganhou e força e foi mais ao ataque. Isso ficou comprovado logo aos 2 minutos quando Adriano, já dentro da grande área, chutou para fora, perdendo gol feito. (Leia mais).

 

Furacão empata com o Grêmio – O Grêmio decepcionou seus torcedores no encerramento da 25ª rodada do Brasileiro, ao empatar por 1 a 1 com o Atlético-PR, no estádio Olímpico. Com o resultado, o time segue em último lugar no Nacional, com 23 pontos. O Atlético, com 30 pontos, segue em 16º. O Grêmio abriu o placar aos 5min do primeiro tempo, com Caio marcando de cabeça após cobrança de escanteio. O gol do time paranaense, que fez sua segunda partida sob o comando de Mário Sérgio, foi de Rogério Corrêa, aos 43 min da etapa final. (Leia mais).

 


Últimas Notícias

Opinião

E lá se vão 6 anos

O tempo passa. Completamos hoje 6 anos de Nikão no Athletico. Há exatos 6 anos recebíamos Maycon Vinicius Ferreira da Cruz, conhecido como Nikão. Quando…

Ao Sol e à Sombra

Caju

Dizem que onde o goleiro pisa, nunca mais cresce a grama. Mas no estádio Joaquim Américo, mesmo agora, com o gramado sintético, a grama é…

Fala, Atleticano

Pandemia x Pandético

Infelizmente em 2020 tivemos que conviver com esta pandemia, isolando jogadores e torcida, mas como reflexão sabemos que a cada dia que passa esta situação…

Fala, Atleticano

Planejamento

Alguns equívocos sucederam a saída de Thiago Nunes da equipe principal, razão pela qual da queda brutal no desempenho em campo, este recuperado parcialmente para…

Fala, Atleticano

O pior Atletiba que eu vi

Olha, foi “tenso” assistir o Clássico… Sóbrio , ver o jogo, nem pensar… Jesus, que “Show de Horrores” !!!! Uma equipe, tentando jogar apesar de…