12 ago 2003 - 10h22

Serra vermelha e preta no Rio Grande

O Atlético Paranaense já está há quatro dias longe de Curitiba. Elenco e comissão técnica estão numa ‘inter-temporada’ na cidade de Canela, no Rio Grande do Sul. A idéia de afastar o grupo da capital paranaense foi do ex-treinador Oswaldo Alvarez, que já se sentia pressionado pela imprensa e pela torcida.O atual técnico, Mário Sérgio Pontes de Paiva, aprovou o cronograma estabelecido pela comissão anterior e isolou o grupo na serra gaúcha.

Com pouco mais de 30 mil habitantes, Canela é um dos principais refúgios de Internacional e Grêmio. Nacionalmente conhecida pelas suas paisagens exóticas, a cidade é uma das mais frias do Rio Grande. Nesta época do ano os moradores e turistas encaram até -2,7°, chegando a nevar .

Como em toda região Sul, os canelenses têm descendência alemã e italiana e a principal atividade da cidade é o turismo. Um dos destaques de Canela é o Centro de Feiras. “Com 3.000m² de área coberta e 4.000 m² de área externa, o Centro de Feiras está no centro da cidade, com fácil acesso a restaurantes, hotéis e diversos passeios inesquecíveis. É uma localização estratégica, capaz de facilitar o atendimento aos visitantes dos mais variados eventos”, conta o site oficial da cidade.

Outras grandes atrações da cidade gaúcha são a Cascata do Caracol, onde a água despenca por 130 metros, o Parque das Sequóias e o Mundo a Vapor, um parque temático com máquinas de vapor do começo do século. Os atleticanos poderão desfrutar, também, dos famosos chocolates da região.

Hotéis

Como toda cidade turística, a rede hoteleira de Canela é farta. Entre os mais variados locais da serra gaúcha, destaca-se o Continental Serra, onde o Furacão está hospedado. Inaugurado há 14 anos, o hotel está catalogado como cinco estrelas. São 174 apartamentos (como os da foto ao lado) equipados com ar condicionado central, calefação, detector de fumaça, frigobar, telefone DDD e DDI, TV a cabo e secador de cabelo.

Além disso, os atleticanos estão aproveitando 5 hectares de área verde e um completo centro de lazer. Facilidades como serviço de quarto, piscina térmica coberta, quadra de tênis, cancha de bocha, pista de cooper, quadra poliesportiva, campo de futebol, playground, salas de jogos, acesso à internet de alta velocidade, salão de beleza, pista de jogging, sauna e mini shopping, estão a disposição. Cada diária custa em torno de R$250,00.

Treinos

Até sexta-feira de manhã, quando a delegação se despede de Canela e viaja para Minas Gerais, estão programados sete treinamentos. “O que nós queremos com a mini pré-temporada é conhecer o grupo de jogadores para que o Mário Sérgio possa delimitar um grupo para trabalhar, começar um trabalho técnico e tático e cuidar da alimentação e do descanso do elenco”, explicou o auxiliar técnico Eudes Pedro, ao site oficial do Atlético.

Após esse retiro, a direção atleticana estuda a possibilidade de isolar o grupo nas próximas rodadas. De acordo com o jornal Gazeta do Povo, as cidades catarinenses de São Bento do Sul e Camboriú são as mais cotadas.

Foto da serra: gentileza Alex Haag



Últimas Notícias

Opinião

Libertadores, estamos aqui

Do alto da nossa sétima participação na Copa Libertadores da América, temos que reconhecer que já temos muita história para contar: da primeira participação, via…