20 ago 2003 - 22h24

Acabou o encanto

O Atlético não foi o mesmo de sábado passado contra o Atlético Mineiro. Sem inspiração alguma, o rubro-negro foi derrotado pelo Figueirense por 2 a 1 nesta quarta-feira à noite na Arena da Baixada. Com o resultado o Atlético pode cair para a 17º posição.

A grande surpresa da noite no time titular acabou sendo Ricardinho ao lado de Alex Mineiro. Fernando, outrora atacante, jogou como lateral-direito e teve uma atuação abaixo da média, tanto que no segundo tempo foi substituído por Michel Bastos.

A partida começou com o Atlético impondo um bom ritmo de jogo. A vitória parecia ser algo natural. Só que aos 10 minutos foi surpreendido com uma bola parada. Márcio Goiano chutou errado a falta, Felipe Oliveira desviou do goleiro Diego e marcou o primeiro gol da noite. O time catarinense fechou-se na defesa e não deu chances para o Atlético, que só empatou a partida com um gol de Rogério Corrêa. Ele aproveitou um lançamento na grande área e marcou o terceiro gol dele na competição, aos 20 minutos.

A partir daí o jogo virou um ‘ataque contra defesa’. O rubro-negro tentava, empurrado pela torcida, virar o placar mas era esbarrado na boa presença da zaga catarinense.

No segundo tempo parecia que a vitória viria. Logos aos 16 segundos, em boa jogada de Ricardinho, Alex quase marcou o segundo gol do Atlético. Aos 12 minutos, o meia Pedro fez cera e, como já tinha cartão amarelo, recebeu o vermelho.

Os três pontos pareciam certos, pois faltava mais de meia hora para terminar a partida. Só que com um jogador a menos, o Figueirense foi valente e conseguiu segurar Alex Mineiro, Ricardinho e Adriano.

Numa falta próxima à grande área do Atlético, Luciano Sorriso cobrou falta e marcou o segundo gol do time catarinense. O Atlético não teve fôlego para empatar e perdeu o primeiro jogo sob o comando de Mário Sérgio.

27ª Rodada – (20/08) – Atlético 1 x 2 Figueirense – Baixada
A:
Rodrigo Martins Cintra (SP); CA: Triguinho, Alan Bahia, Ricardinho e Fernandinho; CV: Pedro; P: 8.617; R: R$ 101.116,00; G: Felipe Oliveira, aos 10 e Rogério Corrêa, aos 20 do 1°; Luciano Sorriso, aos 34 do 2°.

ATLÉTICO: Diego; Fernando (Michel Bastos), Igor, Rogério Corrêa, Alan Bahia (Jadson) e Ivan; Douglas Silva, Luciano Santos e Adriano; Alex Mineiro e Ricardinho. T: Mário Sérgio.

FIGUEIRENSE: Édson Bastos; Paulo Sérgio, Márcio Goiano, Cléber e Triguinho; Simplício, Pedro, Luciano Sorriso e Bilu (Márcio Martins); William (Fernandinho) e Felipe Oliveira (Léo Macaé). T: Luiz Carlos Ferreira.



Últimas Notícias

Opinião

Libertadores, estamos aqui

Do alto da nossa sétima participação na Copa Libertadores da América, temos que reconhecer que já temos muita história para contar: da primeira participação, via…