22 ago 2003 - 8h36

Resumo dos jornais desta sexta-feira

Dagoberto pode ficar até um mês sem jogar – Segundo o médico Henrique Carvalho, o jogador passou por um exame de ressonância magnética e hoje o DM saberá qual a gravidade dessa lesão. Preliminarmente já foi constatado que um ligamento foi rompido. “Foi uma entorse feia. Ele disse para a gente que na hora ouviu o joelho estalando”, revelou. (Leia mais).

 

Atlético refaz o sonho da América – De acordo com o presidente Mário Celso Petraglia, os participantes da edição 2004 do torneio internacional serão definidos exclusivamente por critério técnico – e não mais por convite ou ranking como foi feito este ano. A CBF deve confirmar hoje tal posição. “Os três primeiros colocados vão à Libertadores e os outros oito classificados no Brasileiro estarão assegurados na Sul-Americana. Isto eu garanto. Inclusive, esse foi um dos motivos para disputarmos um campeonato nacional de pontos corridos”, afirmou o dirigente. (Leia mais).

 

Mário Sérgio diz que derrota para o Figueirense foi fatalidade – A derrota para o Figueirense, por 2 a 1, quarta-feira, na Arena, foi a primeira do Atlético-PR sob o comando do técnico Mário Sérgio. O time havia vencido o Atlético-MG, 2 a 1, no Mineirão, e o Paraná, 1 a 0, na Arena, e empatado com o Grêmio, 1 a 1, no Olímpico. Mário Sérgio classificou o tropeço diante do Figueirense como uma “fatalidade”. (Leia mais).

 

Ilan e Dagoberto desfalcam o time – O Atlético volta a jogar amanhã, às 16 horas, contra o Fortaleza, na Baixada. O time não terá os atacantes Dagoberto e Ilan, contundidos. O primeiro, com uma lesão no tornozelo esquerdo, poderá ficar até três semanas fora. Ilan, com uma contratura muscular, deve voltar ao time contra o Criciúma, no dia 31 de agosto. Outro desfalque será o volante Alan Bahia, que levou o terceiro cartão amarelo no último jogo. (Leia mais).

 

Mário Sérgio muda esquema no Furacão – O treinador atleticano que também não terá o atacante Dagoberto e aguarda a recuperação de Ilan, com dores na coxa, as mesmas que o afastaram do jogo contra o Figueirense, teme que a equipe caia, amanhã, na mesma armadilha montada pelo time catarinense. “Ninguém vem aqui para jogar aberto. Vamos ter as mesmas dificuldades dessa partida, no jogo com o Fortaleza e temos que encontrar um modo de fugir dessa marcação”, disse Mário Sérgio. (Leia mais).

 

Mário Sérgio deu aquela bronca na moçada – Inevitável! Depois da inexplicável derrota para o Figueirense, em plena Arena da Baixada, após a tão esperada vitória fora de casa, os jogadores do Atlético tiveram que dar muitas explicações ao técnico Mário Sérgio. Ele não se conforma com as várias oportunidades desperdiçadas pela equipe e exige uma melhora do aproveitamento do ataque da equipe, amanhã, às 16 horas, quando o Rubro-Negro enfrentará o Fortaleza, no Estádio Joaquim Américo. (Leia mais).

 


Últimas Notícias

Opinião

E lá se vão 6 anos

O tempo passa. Completamos hoje 6 anos de Nikão no Athletico. Há exatos 6 anos recebíamos Maycon Vinicius Ferreira da Cruz, conhecido como Nikão. Quando…

Ao Sol e à Sombra

Caju

Dizem que onde o goleiro pisa, nunca mais cresce a grama. Mas no estádio Joaquim Américo, mesmo agora, com o gramado sintético, a grama é…