31 ago 2003 - 19h29

Atlético volta a perder fora

O Atlético perdeu para o Criciúma por 2 a 0 na noite deste domingo no estádio Heriberto Hülse, no sul catarinense. Com isso, o Furacão perdeu uma posição na tabela de classificação e agora é o 16° colocado, com 36 pontos.

O técnico Mário Sérgio surpreendeu novamente com a adoção do esquema 3-5-2, ao contrário do 4-4-2 que havia sido treinado durante a semana. Alessandro retornou à lateral-direita e o zagueiro Juliano foi escolhido para substituir Luciano Santos na meia-cancha. Apesar disso, o time não conseguiu se impôr sobre o adversário.

O primeiro tempo foi truncado e muito disputado no meio-campo. O Atlético dominou nos quinze minutos finais e sufocou o Tigre catarinense, a ponto de irritar o técnico Gilson Kleina. Apesar disso, o time não transformou sua superioridade em gols. Na etapa final, o Criciúma teve um jogador expulso e marcou dois gols em erros da defesa atleticana.

A primeira chance do time da casa ocorreu aos 9 minutos. Dejair bateu falta, a bola desviou na barreira e Rômulo, de frente para o goleiro, não conseguiu alcançar a bola. As melhores oportunidades do Criciúma ocorreram nas cobranças de falta de Dejair. Aos 38, ele voltou a cobrar falta, mas Diego espalmou para escanteio.

No início do segundo tempo, o Criciúma quase marcou depois que Tico ajeitou de cabeça para o volante Léo Mineiro. Livre dentro da pequena área, ele chutou de direita por cima do gol de Diego.

O Tigre teve um jogador expulso aos 18 minutos. Léo Oliveira cometeu falta no meio-campo e recebeu o segundo amarelo, sendo excluído do gramado. Quando todos pensavam que o Atlético cresceria no jogo, aconteceu o contrário.

Aos 27 minutos, Léo Mineiro aproveitou cruzamento da direita e completou para o fundo das redes, sem chances para Diego. Apesar de estar jogando com três zagueiros e dois volantes, o Atlético sofreu um gol no qual não havia sequer um defensor para marcar o atleta adversário.

Logo depois do gol, Mário Sérgio fez duas modificações: sacou os apagados Ivan e Juliano e mandou a campo Rodriguinho e Fernando, que pouco produziram nos quinze minutos em que ficaram em campo. Rodriguinho participou mais do jogo ao receber um cartão amarelo por falta violenta.

Aos 36 minutos, o zagueiro Daniel errou na saída de bola e Sandro Fonseca ficou livre dentro da área para marcar, mas chutou à direita do gol atleticano. Porém, aos 42 minutos, o Tigre não perdoou. Depois de um escanteio errado do Atlético, o Criciúma puxou contra-ataque e Dejair surgiu livre no campo ofensivo. Ele invadiu a área e bateu na saída de Diego, definindo o resultado do jogo.

29ª Rodada – (31/08) – Criciúma 2 x 0 Atlético – Heriberto Hülse
A:
Sálvio Spíndola Fagundes Filho (SP); CA: Adriano, Rogério Corrêa e Rodriguinho; CV: Léo Oliveira; P: 5.132; R: R$ 36.215,00; G: Léo Mineiro, aos 27 e Dejair, aos 42 do 2°.

CRICIÚMA: Fabiano; Duílio, Léo Oliveira e Luciano; Etto, Cléber Gaúcho, Léo Mineiro, Douglas (Sandro Fonseca) e Rômulo (Alonso); Tico (Alexandre) e Dejair. T: Gílson Kleina.

ATLÉTICO: Diego; Alessandro, Rogério Corrêa, Igor, Daniel e Ivan (Rodriguinho); Juliano (Fernando), Douglas Silva e Adriano; Alex Mineiro e Ilan. T: Mário Sérgio.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Insanidade

Louva-se o posicionamento do CAP em relação à atitude insana, egoísta e manipuladora do Flamengo, que chegou ao ponto de utilizar-se da peste alcançar seus…