6 set 2003 - 19h16

Furacão no Cotton Bowl

A partida amistosa a ser realizada entre Atlético e Monterrey será disputada no Estádio Cotton Bowl, em Dallas. O estádio sediou algumas partidas de Copa do Mundo de 1994, entre elas Brasil x Holanda, e tem capacidade para 68 mil pessoas. O amistoso do rubro-negro faz parte das festividades da Feira Estadual do Texas e visa entreter a grande comunidade hispânica da região.

Está será a primeira vez que uma partida de futebol internacional será realizada na Feira. Os organizadores do evento acreditam que, dependendo do sucesso, as partidas serão disputadas todos os anos. Apesar da grande comunidade mexicana na região, o Atlético deverá ter apoio dos torcedores locais, já que o Dallas Burn (time da cidade na Major League Soccer) tem as mesmas cores do Furacão.

‘Este é um grande evento que vem ao encontro com a atmosfera familiar presente na Feira Estadual do Texas. O desafio internacional terá duas equipes de nível mundial e oferecerá às famílias a chance de apreciar um evento esportivo internacional’, disse Errol McKoy, presidente da Feira.

A organização da partida também está sendo feita por Gordon Jago, representante de uma empresa de futebol local. ‘Estou empolgado por estarmos trazendo duas grandes equipes do futebol internacional para jogar no Cotton Bowl. Os mexicanos são treinados por Daniel Passarela e o Atlético Paranaense foi campeão nacional em 2001. Ambos os times possuem vários jogadores que defenderam suas seleções e em jogos internacionais. Esses jogadores darão aos fãs de futebol em Dallas a oportunidade de ver um jogo de alto padrão desde a Copa de 1994’, afirmou Jago.

SERVIÇO
A partida será realizada no dia 1º de outubro às 19h30 (horário texano). Os ingressos custam U$ 25,00 e podem ser adquiridos pela Internet no site da Feira. Grupos com mais de 10 pessoas recebem desconto de U$ 5,00 por entrada.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 421-8729, o código de área em Dallas é 214.



Últimas Notícias

Libertadores

É bom rever você, Walter!

Foram necessários apenas oito minutos em campo contra o Jorge Wilstermann e um único chute a gol para uma história ser coroada com choro, abraços…