13 set 2003 - 17h47

Deu tudo errado

O Atlético não soube segurar o líder do campeonato brasileiro na Arena da Baixada e acabou sendo goleado pelos mineiros por 4 a 1 com as trapalhadas do árbitro e despreparo dos atletas rubro-negros.

Mário Sérgio acabou optando mesmo pelo 3-5-2 e no início da partida conseguiu aniquilar as forças cruzeirenses. A primeira grande chance do jogo foi atleticana. Aos 10 minutos Ilan chutou bem, mas Gomes fez uma boa defesa.

No entanto, após esse lance apenas o Cruzeiro chegou com perigo ao gol. Aos 18 minutos, em escanteio pela esquerda da defesa atleticana o árbitro paulista Romildo Corrêa viu falta de Tiago em Márcio dentro da área e acabou marcando pênalti para o time azul.

Alex bateu bem e abriu o marcador da partida. O gol desestruturou ainda mais a equipe rubro-negra que seguiu nervosa na partida. Com os nervos à flor da pele, Douglas Silva discutiu com Edu Dracena, mas o perdido Romildo Corrêa acabou expulsando Tiago e dando apenas amarelo para Dracena.

Com um a mais, a partida ficou ainda mais fácil para os mineiros. Aos 27 minutos Motta marcou o segundo e aos 33 Alex, novamente de pênalti, anotou o terceiro.

Na segunda etapa, o Atlético voltou um pouco melhor. Logo aos 11 minutos, Fernandinho, que havia entrado no lugar de Alan Bahia, descontou para o rubro-negro.

O time atleticano só não marcou o segundo porque Ilan foi extremamente displicente e perdeu o gol mais feito em toda a história da nova Baixada, irritando a torcida e seus próprios companheiros de trabalho.

Visivelmente abalados, os jogadores do Atlético não conseguiam mais criar jogadas de ataque, tampouco marcar na defesa. Sorte para o Cruzeiro, que aproveitou a fraqueza adversária e marcou o quarto gol aos 37 minutos novamente com Motta.

Com a derrota por 4 a 1, o time inteiro saiu vaiado de campo. A revolta de torcida se estendeu para os arredores do estádio, diversas ocorrências foram registradas pela Polícia Militar envolvendo os torcedores atleticanos.

30ª Rodada – (13/09) – Atlético 1 x 4 Cruzeiro – Baixada
A:
Romildo Corrêa (SP); CA: Edu Dracena, Leandro, Alessandro, Mota, Alex Mineiro, Adriano e Tiago (C); CV: Tiago e Douglas Silva; P: 13.939; R: R$ 141.084,00; G: Alex, aos 19, Mota, aos 27 e Alex, aos 33 do 1º; Fernandinho, aos 11 e Mota, aos 36 do 2°.

ATLÉTICO: Diego; Alessandro (Juliano), Alan Bahia (Rodriguinho), Igor, Tiago e Ivan (Fernandinho); Luciano Santos, Douglas Silva e Adriano; Ilan e Alex Mineiro. T: Mário Sérgio.

CRUZEIRO: Gomes; Maurinho, Cris (Tiago), Edu Dracena e Leandro; Augusto Recife, Felipe Melo, Wendell (Zinho) e Alex; Márcio Nobre (Aristizábal) e Mota. T: Vanderlei Luxemburgo.



Últimas Notícias

Libertadores

É bom rever você, Walter!

Foram necessários apenas oito minutos em campo contra o Jorge Wilstermann e um único chute a gol para uma história ser coroada com choro, abraços…