27 set 2003 - 19h24

Três pontos deixados no Rio

Foi pior do que a encomenda. O Atlético não se deu bem no Maracanã e foi derrotado pelo Flamengo por 2 a 1. O resultado poderia ser inverso, já que o atacante Alex Mineiro perdeu um pênalti quando o placar estava empatado por um gol. Pelo Campeonato Brasileiro o Atlético só volta a jogar no dia 4 de outubro, na Baixada, contra o Fluminense. Antes disso faz um amistoso em Dallas, contra o Monterrey do México.

A partida começou bastante movimentada. Logo aos 28 segundos, Adriano perdeu uma boa chance. Julio Cesar saiu bem do gol e fez a defesa. A resposta do Flamengo só veio aos 14 minutos. E foi uma resposta bem dada. Rafael entrou pela direita e acertou um belo chute no gol de Diego, que estava adiantado.

Com o gol carioca o Atlético foi mais ousado e teve boas chances de empatar ainda no primeiro tempo. As melhores oportunidades eram sempre com Dagoberto, só que a bola insistia em não entrar.

Diego ainda teve que trabalhar por mais duas vezes antes do intervalo. Numa cobrança de falta de Ígor, o goleiro paranaense fez uma boa defesa.

No segundo tempo o técnico Mário Sérgio, que apesar de estar livre da suspensão imposta pelo STJD preferiu acompanhar a partida dos camarotes do Maracanã, substituiu Alessandro, Ivan e Alan Bahia. Entraram Jadson, Fabrício e Fernandinho. O time ficou mais rápido e chegou ao empate aos 18 minutos.

Dagoberto foi derrubado por Fábio Baiano dentro da área. Alex Mineiro cobrou e fez o gol de empate.

Minutos após o gol de Alex, Douglas Silva foi expulso. Ele já tinha recebido o cartão amarelo e fez uma falta na entrada da área.

O time carioca fez pressão e teve duas boas chances de marcar, aos 25 e aos 26, numa falta da entrada da área e numa enorme confusão.

Na seqüência Alex Mineiro subiu ao ataque, entrou na área e cruzou para Dagoberto, que foi novamente derrubado, dessa vez por Fabinho – que acabou expulso. O próprio Alex cobrou só que dessa vez acertou o travessão.

Aos 30, foi a vez do árbitro marcar um pênalti para o Flamengo, depois da mão de Fabrício. Edílson não perdoou e pôs os cariocas na frente de novo.

Com dez de cada lado, o jogo ficou completamente aberto e as duas equipes chegavam com grande perigo ao gol uma da outra.

O Furacão, que ainda teve Dagoberto expulso por simulação de um pênalti, teve uma chance incrível numa cobrança de falta, aos 46 min do segundo tempo, mas Júlio César fez grande defesa, mandando para escanteio. Rafael, do time da Gávea, ainda foi expulso por fazer falta violenta em Fernandinho.

33ª Rodada – (27/09) – Flamengo 2 x 1 Atlético – Maracanã
A:
Rodrigo Martins Cintra (SP); CA: Igor (F) e Alex Mineiro; CV: Douglas Silva, Fabinho, Dagoberto e Rafael; P: 3.815; R: R$ 29.802,00; G: Rafael, aos 14 do 1°; Alex Mineiro, aos 19 e Edilson, aos 31 do 2°.

FLAMENGO: Júlio César; Rafael, Fernando, Fabiano Eller e Anderson (Júlio); Fabinho, Jônatas, Fábio Baiano e Igor (Ibson); Zé Carlos (Vinicius) e Edilson. T: Oswaldo de Oliveira.

ATLÉTICO: Diego; Alessandro (Fabrício), Igor, Rogério Corrêa, Tiago e Ivan (Jadson); Alan Bahia (Fernandinho), Douglas Silva e Adriano; Alex Mineiro e Dagoberto. T: Mário Sérgio.



Últimas Notícias

Torcida

Colecionadores da nossa paixão

Para alguns torcedores atleticanos, não basta apenas vestir a camisa por amor. É preciso guardar algumas, centenas delas num acervo particular, em coleções prá lá…

Torcida

As histórias por trás dos acervos

Cada colecionador é, de certa forma, guardião de um pedaço da história do clube. E cada coleção também acaba criando sua própria história. Nenhuma nasce,…