19 out 2003 - 16h26

Azar no litoral paulista

O Atlético volta de Santos com uma derrota na bagagem. Apesar do time fazer uma boa apresentação o Santos soube se impôr e venceu a partida por 3-2. O rubro-negro volta a campo nesta quarta-feira, em Londrina, contra o Vitória.

O Furacão saiu na frente aos quatro minutos. Dagoberto fez boa jogada e encontrou Fernandinho. O jogador acertou um bonito chute de longa distância e abriu o placar. Após o lance o time recuou e não conseguia mais chegar à meta de Fábio Costa.

Aos 11 minutos, depois de um escanteio cobrado por Diego, Alex empatou o jogo. Ele subiu mais alto do que Igor e cabeceou no canto direito do goleiro Diego, que nada pôde fazer.

O peixe reconquistou a confiança e passou a pressionar o Furacão da Baixada. Aos 25 minutos, Alex teve outra chance de marcar de cabeça, mas foi barrado numa ótima defesa do número um atleticano.

Aos 29, em cobrança ensaiada de falta, Ivan chutou forte no ângulo, mas Fábio Costa estava atento. Dez minutos depois, Elano se enroscou com Adriano na área e o árbitro Giulliano Bozzano deu pênalti. Diego cobrou e virou o jogo. Dois minutos antes de terminar a primeira etapa, Alex cobrou falta muito forte. A bola desviou na barreira e entrou. O zagueiro comemorava com a torcida, quando percebeu que o bandeira e o árbitro haviam anulado o gol por impedimento no ataque santista.

Mesmo com as saídas de Dagoberto (machucado) e de Ivan, para as entradas de Jádson e Michel, foi o Santos quem continuou atacando. Aos seis, Fabiano recebeu livre pela direita e driblou o goleiro Diego, que acertou o atacante santista e o derrubou. Ele mesmo cobrou a penalidade máxima e ampliou o placar.

A partir de então, o Atlético foi ao ataque e pressionou o time da Vila Belmiro. Aos 11 minutos, Michel Bastos cruzou com perfeição e Luciano Santos, de cabeça, não deu chances para o goleiro Fábio Costa fazer a defesa.

O Santos se defendia e saia em contra-ataques perigosos. Elano saiu contundido e deu lugar a William. Neném caiu de desempenho e foi substituído por Reginaldo Araújo. Porém, aos 26 minutos, Diego não gostou nada de ser sacado por Emerson Leão. O meia deixou o gramado sem nem olhar para o banco de reservas e foi direto para o chuveiro.

Aos 43 minutos, William fez o que não costuma fazer. Disparou pela esquerda, driblou e cruzou para Renato livre na área. O volante chutou, o goleiro defendeu milagrosamente. No rebote, o santista tentou de novo, mas parou na zaga.

O goleiro Diego ainda fez outros milagres. No lance seguinte, em cabeçada fortíssima de Fabiano, ele mostrou muito reflexo. As defesas sensacionais não pararam por aí. William teve outra chance nos acréscimos e o camisa 1 do rubro-negro impediu uma goleada do Peixe.

[Furacao.com com informações da Gazeta Esportiva]

37ª Rodada – (19/10) – Santos 3 x 2 Atlético – Vila Belmiro
A: Giuliano Bozzano(SC); CA: Alex e Paulo Almeida (S); Diego Luciano Santos e Ilan (A) ; P: 5.434 pagantes; R: R$ 66.000,00; G: Fernandinho, aos 4 do 1º , Alex, aos 10 do 1º, Diego, aos 40 do 1º ; Fabiano, aos 6 do 2º , Luciano Santos aos 11 do 2º.

SANTOS: Fábio Costa; Neném (Reginaldo Araújo), André Luís, Alex e Jaílson; Paulo Almeida, Renato, Elano (Willian) e Diego (Daniel); Robinho e Fabiano. T: Emerson Leão.

ATLÉTICO: Diego; Rogério Corrêa, Igor e Thiago; Alessandro, Luciano Santos, Adriano, Fernandinho e Ivan (Michel Bastos); Dagoberto (Jádson) e Ilan. T: Mário Sérgio



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Próximo treinador

Apenas para manifestar minha preocupação com relação à notícia publicada no decorrer da semana dando conta de possível interesse do Athletico na contratação de Roger…