1 nov 2003 - 15h16

Agora é a Sul-Americana

Em jogo bastante disputado, o Atlético venceu o São Caetano na Arena da Baixada e eliminou o fantasma do rebaixamento. Agora, o objetivo da equipe passa a ser a busca da vaga na Copa Sul-Americana.

Empurrado por mais de 9 mil torcedores, o Atlético começou a partida muito bem, não dando espaços para o São Caetano. Por outro lado, a equipe paulista também soube como marcar os atleticanos e o jogo ficou bastante truncado no meio de campo, o que já era previsto pelos dois técnicos.

No entanto, a primeira grande chance do jogo foi do São Caetano. Em cruzamento de Adhemar, o zagueiro Thiago cabeceou no travessão do goleiro Diego.

Logo em seguida o Atlético tentou dar o troco. Ivan fez boa jogada pela esquerda e tocou para Alex Mineiro, mas Luciano Santos se antecipou à jogada e ficou livre de frente para o gol de Sílvio Luiz. Ao invés de chutar, Luciano tentou deixar Alex na cara do gol, mas o passe saiu errado e interrompeu a grande jogada rubro-negra.

O Atlético tinha maior posse de bola e os lances de perigo do aconteciam sempre em jogadas individuais de Dagoberto, mas a equipe pecava na hora do último passe.

Na volta para o segundo tempo, Mário Sérgio sacou Alessandro, que não estava numa tarde inspirada, e colocou o meia Jadson em seu lugar. O jogador deu maior movimentação no meio-campo e fez bons lançamentos para seus companheiros. Mesmo assim, a equipe não conseguia finalizar as jogadas.

Enquanto isso, o São Caetano trocou Warley por Somália, que começou a incomodar os zagueiros atleticanos. Na marcação individual, Igor teve maior destaque, não dando espaço para os paulistas.

Mas numa falha de cobertura, o Azulão criou boa jogada na linha de fundo e no cruzamento Somália cabeceou com perigo para o gol atleticano. Para sorte da torcida, Diego salvou a equipe mais uma vez.

O gol atleticano só foi sair aos 23 minutos, em cobrança de falta pelo lado direito do ataque. Jadson cobrou com perfeição e fez a festa da torcida na Baixada. Na comemoração, Jadson foi até o pombal, onde estava Mário Sérgio, para agradecer ao treinador.

Depois do gol, o Atlético contou com as grandes defesas do goleiro Diego e foi ao ataque apenas em contra-ataques. Alex Mineiro e Dagoberto lutaram para ampliar o placar, mas o São Caetano estava bem postado na defesa e não cedeu espaço aos atleticanos.

Com o apito do árbitro, a vitória foi bastante comemorada tanto pela torcida quanto pelos jogadores. No final da partida, o técnico Mário Sérgio anunciou a troca de objetivos da equipe: depois de lutar contra o rebaixamento, o time passa a pensar na Copa Sul-Americana.

“Eu não estou pensando em 2004, estou pensando na classificação para a Sul-Americana. Agora estou com sede e eles estão com sede também. E, este ano, vamos lutar por isso como se fosse a última coisa das nossas vidas”, garantiu o treinador.

40ª Rodada – (01/11) – Atlético 1 x 0 São Caetano – Baixada
A: Fabiano Gonçalves (RS); CA: Marcelo Mattos, Dininho, Marcinho, Thiago, Dagoberto, Alex Mineiro, Luciano Santos e Igor; P: 9.053; R: R$ 74.482,50; G: Jadson, aos 23 do 2°.

ATLÉTICO: Diego; Alessandro (Jadson), Rogério Corrêa, Daniel, Igor e Ivan (Michel Bastos); Alan Bahia, Luciano Santos e Fernandinho (Rodriguinho); Alex Mineiro e Dagoberto. T: Mário Sérgio.

SÃO CAETANO: Silvio Luiz; Dininho, Thiago e Serginho; Mineiro, Capixaba, Marcelo Mattos (Mateus), Marcinho e Zé Carlos; Adhemar (Angelo) e Warley (Somália). T: Tite.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Insanidade

Louva-se o posicionamento do CAP em relação à atitude insana, egoísta e manipuladora do Flamengo, que chegou ao ponto de utilizar-se da peste alcançar seus…