8 nov 2003 - 15h42

Furacão fatura Atletiba da Sesqui

A equipe do Atlético entrou em campo com dois atacantes de ofício, Selmir e Lê, mas ao contrário do que se imaginava o time não se demonstrou ofensivo.

Prova disso foi que o Coritiba dominou a partida por todo o primeiro tempo e teve as melhores chances de gol. Logo no início da partida os alvi-verdes tiveram duas ótimas chances com Malzoni e Helinho. Ambos chutaram da entrada da área causando perigo ao gol de Tiago Cardoso, um dos destaques do jogo.

Enquanto o Coritiba tocava bem a bola no meio de campo, o Atlético não tinha organização tática para chegar ao ataque. Por sorte, o atleticano Nélio não levou cartão amarelo numa falta dura cometida na intermediária.

Aos 14 minutos, o Coritiba teve sua melhor chance no jogo. O lateral-esquerdo Janiro furou feio e Malzoni bateu forte em cima de Tiago, que defendeu com os pés. A melhor oportunidade do Atlético só aconteceu aos 32, quando Nélio cruzou para a cabeçada de Selmir, mas o goleiro Júnior não teve muita dificuldade para defender.


Selmir sobe para cabecear a bola

O comportamento da equipe não agradou o técnico Júlio Piza. ‘Estamos jogando mal porque não ganhamos a jogadas no corpo-a-corpo no meio de campo’, afirmou o treinador, que colocou Paulinho no lugar de Nélio para dar mais velocidade ao time.

A mudança melhorou o Atlético, que conseguiu equilibrar a partida. Mesmo assim, o Coritiba conseguiu chegar com perigo no chute cruzado de Tesser. Pouco depois, David quase marcou o primeiro gol atleticano, também num chute cruzado, mas a bola desviou na zaga e foi para escanteio.

O gol do Furacão saiu aos 15 minutos. A zaga alvi-verde bobeou tentando fazer a bola cruzar o campo e na hora de bater a gol o atacante Selmir foi derrubado dentro da área pelo goleiro coxa-branca. David bateu no canto direito do goleiro e abriu o marcador.


David comemora o primeiro gol com Selmir

Na metade da segunda etapa Selmir foi substituído por Dinei, que atuou mais recuado em relação ao atacante Lê. O Coritiba ainda teve a chance de empatar com o zagueiro Juninho, que recebeu livre dentro da pequena área, mas em posição de impedimento.

Para decretar a vitória, o atacante Lê fez excelente jogada individual dentro da área e marcou o segundo gol do Atlético na partida, aos 47 minutos.


Lance do segundo gol do Atlético

Com essa vitória, o Furacão assumiu a liderança isolada da Copa Sesquicentenário com 16 pontos (5 vitórias e 1 empate). Para ver mais fotos da partida, clique aqui.

Copa Sesquicentenário – (08/11) – Atlético 2 x 0 Coritiba – CT do Caju
A: Antônio Oliveira Salazar Moreno (PR); CA: Paulinho e Juninho; P: 205; R: R$ 1.030,00; G: David, aos 15 e Lê, aos 47 do 2°.

ATLÉTICO: Tiago Cardoso; David, Marcio Alemão, Juliano e Janiro; Allan Franco, Carlos Alberto, Izaías e Nélio (Paulinho); Lê e Selmir (Dinei). T: Júlio Piza.

CORITIBA: Júnior; Tesser (Jean Franco), Fabrício, Juninho e Leandro; Carlão (Badé), Márcio Egídio, Gilmar e Malzoni; Bruno e Helinho. T: Hércules Venzon.



Últimas Notícias

Libertadores

É bom rever você, Walter!

Foram necessários apenas oito minutos em campo contra o Jorge Wilstermann e um único chute a gol para uma história ser coroada com choro, abraços…