28 nov 2003 - 7h51

Parabéns, Juniores

A categoria Juniores do Atlético tem que comemorar muito neste dia 28 de novembro. A equipe formada pelos garotos que logo estarão compondo o profissional está completando um ano sem derrota. A última partida que o time rubro-negro deixou o gramado sem somar pontos foi na derrota para o União Bandeirante pelo placar de 2 a 1, jogo válido pelo Campeonato Paranaense de 2002.

A ironia é que mesmo sem derrota há tanto tempo, o Furacão não conseguiu conquistar nenhum título no período. Tudo graças ao baixo aproveitamento nas cobranças de pênaltis.

Durante o período de invencibilidade foram 40 partidas, sendo quatro na Copa São Paulo, 17 na Copa Tribuna, sete na Copa Belo Horizonte e 12 na atual edição do Campeonato Paranaense. Porém, nas três primeiras competições, a bola na marca do cal decidiu o futuro do Atlético.

O time comandado pelo técnico Lio quer mostrar que o recorde não é mera casualidade. E sim, fruto de muito trabalho e dedicação dos integrantes da comissão técnica e dos jogadores.

“Nós da comissão técnica estamos muito orgulhosos do feito. Os maiores responsáveis são os jogadores. Eu estou no futebol há 21 anos e fiquei sabendo de tempo de invencibilidade tão grande”, disse o treinador Lio.

Para manter o recorde, o objetivo é encerrar o ano com a conquista do título do Campeonato Paranaense. O Atlético enfrenta a Portuguesa Londrinense, no próximo sábado, às 15h30, em Londrina. A partida de volta ainda não tem data definida.

Mais informações sobre os Juniores do Atlético:
Campeonato Paranaense 2003
Elenco completo da Categoria Juniores
Comissão técnica dos Juniores

Fonte: Assessoria de imprensa do Atlético Paranaense



Últimas Notícias

Torcida

Colecionadores da nossa paixão

Para alguns torcedores atleticanos, não basta apenas vestir a camisa por amor. É preciso guardar algumas, centenas delas num acervo particular, em coleções prá lá…

Torcida

As histórias por trás dos acervos

Cada colecionador é, de certa forma, guardião de um pedaço da história do clube. E cada coleção também acaba criando sua própria história. Nenhuma nasce,…