29 nov 2003 - 15h52

Gabiru arretado

Pela primeira vez neste ano o Atlético conseguiu vencer três partidas seguidas e já pulou para a zona de classificação da Copa Sul-Americana. A vitória de hoje contra o Guarani por 3-1 deixou o rubro-negro com 59 pontos.

O primeiro tempo da partida foi dominado pelo Atlético, que exerceu forte pressão nos primeiros 15 minutos. Logo após a saída de bola Fabrício arriscou o primeiro chute e assustou o goleiro Jean. Aos nove minutos Adriano aproveitou um cruzamento de Alessandro e cabeceou no ângulo esquerdo, mas o goleiro bugrino voou para espalmar.

Aos 13, Fabrício bateu falta no canto direito e Jean espalmou novamente. Logo em seguida Alex Mineiro invadiu a área e a bola sobrou para Adriano, que emendou na trave esquerda. No rebote Luciano Santos completou e Jean salvou o Guarani mais uma vez.

Mas o time rubro-negro tinha um ponto fraco: a improvisação do volante Isaías na lateral esquerda. Por ali o Guarani começou a incomodar e teve uma ótima chance aos 23 minutos. Dinelson foi à linha de fundo e cruzou rasteiro, Alex bateu de primeira e a bola passou muito perto da trave esquerda de Diego.

A esta altura o ímpeto do time da casa tinha diminuído, mas outra boa oportunidade aconteceu aos 37 minutos. Fabrício bateu escanteio da esquerda e Rogério Corrêa cabeceou no travessão. Cinco minutos depois o primeiro gol saiu. Alex Mineiro fez bom passe para Luciano Santos na área, ele se atrapalhou com os zagueiros e a bola sobrou para Adriano emendar de canhota no ângulo direito e balança a rede.

No segundo tempo o técnico Mário Sérgio sacou o volante Izaías, improvisado na lateral esquerda, e colocou em campo Tiago Costa. Daniel também foi substituído por contusão para a entrada de outro zagueiro, Tiago.

Aos oito minutos Ruy cruzou da direita, Alessandro Lopes falhou e Rodrigão, embaixo do gol, chutou por cima. Quatro minutos depois Wagner rolou da direita e Rodrigão isolou. Mais cinco minutos e Rafael Silva ajeitou para Esquerdinha, que bateu de primeira no canto esquerdo e obrigou Diego a fazer excelente defesa.

O time de Campinas não aproveitou as chances e foi castigado. Aos 28 minutos a dupla Alex Mineiro e Adriano voltou a funcionar. O primeiro tocou de calcanhar para o segundo, que cortou o zagueiro e bateu novamente de perna esquerda para fazer 2 a 0.

Mas a defesa atleticana seguia falhando. Dois minutos depois Leandro Guerreiro teve espaço para limpar a jogada e arriscar de fora, acertando o canto direito baixo e diminuindo o placar.

Mas a ineficiência do ataque bugrino não permitiu que os erros da defesa adversária fossem melhor explorados. A última boa chance de empatar o jogo aconteceu já aos 45 minutos, numa cabeçada de Leandro Guerreiro que passou perto do travessão.

Nos acréscimos o Atlético ainda fez o terceiro. Alex Mineiro dividiu com Jean e a bola sobrou para Jadson bater de primeira, e fechar o placar.

Furacao.com com informações do Terra Esportes

44ª Rodada – (29/11) – Atlético 3 x 1 Guarani – Baixada
A: Leonardo Gaciba da Silva (RS); CA: Luciano Santos, Adriano, Leandro Guerreiro e Bruno Quadros; P: 7.402; R: R$ 57.055,50; G: Adriano, aos 42 do 1°; Adriano, aos 28, Leandro Guerreiro, aos 30 e Jadson, aos 47 do 2°.

ATLÉTICO: Diego; Alessandro, Rogério Corrêa, Alessandro Lopes, Daniel (Tiago Vieira) e Izaías (Thiago Costa); Alan Bahia, Luciano Santos, Fabrício (Jadson) e Adriano; Alex Mineiro. T: Mário Sérgio.

GUARANI: Jean; Ruy, Juninho, Bruno Quadros e Gilson (Esquerdinha); Leandro Guerreiro, Glauber, Alex e Dinelson (Marquinhos); Wagner e Rodrigão (Rafael Silva). T: Barbieri.



Últimas Notícias

Torcida

Colecionadores da nossa paixão

Para alguns torcedores atleticanos, não basta apenas vestir a camisa por amor. É preciso guardar algumas, centenas delas num acervo particular, em coleções prá lá…

Torcida

As histórias por trás dos acervos

Cada colecionador é, de certa forma, guardião de um pedaço da história do clube. E cada coleção também acaba criando sua própria história. Nenhuma nasce,…