12 dez 2003 - 8h51

Gramado ruim, jogo pior

O Atlético não conseguiu realizar uma boa partida na noite desta quinta-feira, contra o Capão Raso, no estádio Carlos José de Oliveira Sobrinho. As duas equipes voltarão a jogar no próximo domingo, às 15h30, no CT do Caju. Caso haja novo empate, a vaga para a final será decidida nos pênaltis.

O rubro-negro começou melhor no jogo e teve a primeira oportunidade de abrir o placar, logo aos 3 minutos, numa cobrança de falta de Michel Bastos. A bola passou perto da trave esquerda, mas Ricardo Pinto apenas observou a saída de bola. O Capão Raso respondeu aos 11 minutos, com o atacante Samuel, que pegou a bola de primeira e chutou forte, para bela defesa do goleiro Tiago Cardoso. Na sobra, Renatinho ainda tentou completar a jogada, mas escorregou.

Aos 14 minutos, David fez boa jogada e cruzou para Bruno Lança que, mesmo sozinho, cabeceou para fora. Em seguida, Selmir cabeceou no canto direito, mas novamente não levou perigo para o goleiro Ricardo Pinto. No contra-ataque, a defesa do Atlético parou e Nelson cabeceou, fazendo o goleiro Tiago Cardoso se desdobrar para defender. Na sobra, Odair chutou à direita do gol, mas a bola passou longe.

Aos 21 minutos, Michel Bastos entrou com violência no zagueiro Henrique, que revidou a agressão. Ânimos acalmados, os dois jogadores apenas receberam o cartão amarelo.

O jogo continuou bastante equilibrado, com os dois times tentando se adaptar ao gramado, em péssimas condições. Como o Capão já tinha maior conhecimento do campo, teve oportunidade de abrir o placar através de jogadas individuais, principalmente pelo lado direito com Renatinho e Samuel, os destaques da partida.

Ainda no primeiro tempo, o técnico do Capão Raso substituiu Maurício, que sentiu uma contusão, e em seu lugar entrou Jefferson.

David cobrou uma falta perigosa dentro da grande área, mas a bola bateu na barreira. Aos 40 minutos, o Capão Raso respondeu com Samuel, que cabeceou com perigo em direção à meta do goleiro Tiago Cardoso, mas o atacante acabou se atrapalhando com o seu companheiro Renatinho, após cobrança de escanteio de Cleiton Neves.

Segundo tempo

Para o segundo tempo, o técnico Julio Toledo Piza substituiu Dinei, que não estava bem na partida, e colocou em seu lugar o atacante Marcelo Régis.

Aos 7 minutos, Bruno Lança fez falta perigosa em Nelson e acabou sendo expulso, pois já tinha cartão amarelo. Com um jogador a menos, o Atlético tentava como podia. Em um contra-ataque rápido, Lê teve uma ótima oportunidade, mas acabou parando no goleiro Ricardo Pinto, que se esticou para realizar uma boa defesa.

Com a expulsão do jogador do Atlético, o Capão Raso teve maior espaço no meio de campo, com boas jogadas de Nelson e Fabiano. Mas o Furacão pressionou o tricolor, com três ataques seguidos, em jogadas de Selmir, Lê e Michel Bastos. O tricolor fez mais duas alterações no time, entrando Neguinho no lugar de Renatinho e Giovani no lugar de Nelson.

Aos 15 minutos, David cobrou escanteio, a defesa tricolor parou e Marcio Alemão subiu sozinho, mas a bola passou longe do gol. No contra-ataque, o Capão Raso teve uma ótima oportunidade com o atacante Odair, que chutou forte em cima do goleiro Tiago Cardoso, que rebateu numa defesa espetacular. Na sobra, Henrique tentou de bicicleta e o goleiro atleticano salvou novamente.

O Atlético só voltou a atacar aos 33 minutos, numa boa jogada de Selmir e Lê. Na sobra, David chutou fraco, para a defesa tranqüila do goleiro Ricardo Pinto. Minutos depois, Selmir cabeceou, mas sem perigo.

Aos 37 minutos, o time do Capão Raso recuou para Ricardo Pinto, que pegou a bola com as mãos. O árbitro deu cartão amarelo para o jogador Cleiton, por reclamação. No tiro livre indireto, David cobrou e o zagueiro Henrique entrou na frente, afastando o perigo para a meta do goleiro tricolor. Depois, o Capão Raso teve melhores oportunidades de abrir o placar. Já o Atlético teve apenas duas chances claras, pois já não apresentava mais ritmo de jogo.

Nos minutos finais, o atacante Lê cometeu falta violenta em Neguinho e foi expulso. Com dois jogadores a menos, o Atlético ainda teve forças para segurar duas jogadas perigosas do Capão, uma delas com o atacante Odair, fazendo o goleiro Tiago Cardoso realizar a defesa mais difícil do jogo.

Com Lê e Bruno Lança expulsos, o Atlético terá desfalques como os volantes Allan Franco e Juliano, os laterais David e Michel Bastos e o atacante Dinei. Os cinco e mais Lê viajarão com a delegação do time principal para Belém, onde o Atlético enfrentará o Paysandu, pelo Campeonato Brasileiro.

Reportagem: Monique Silva / Foto interna: Marcus Vinicius Bennati – colaboradores da Furacao.com

Copa Sesquicentenário – (11/12) – Capão Raso 0 x 0 Atlético – Carlos Oliveira Sobrinho
A: Sandro César da Rocha (PR); CA: Michel Bastos, Bruno Lança, Selmir Henrique, Nelson e Cleiton; CV: Bruno Lança e Lê.

CAPÃO RASO: Ricardo Pinto; Henrique, Cleiton, Edson Maciel e Cleiton Neves; Maurício (Jefferson), Samuel, Nelson (Giovani) e Fabiano; Odair e Renatinho (Neguinho). T: Jorge Moraes.

ATLÉTICO: Tiago Cardoso; David, Marcio Alemão, Bruno Lança, Douglas da Silva e Michel Bastos; Allan Franco, Juliano e Dinei (Marcelo Régis); Selmir e Lê. T: Júlio Toledo Piza.



Últimas Notícias

Libertadores

É bom rever você, Walter!

Foram necessários apenas oito minutos em campo contra o Jorge Wilstermann e um único chute a gol para uma história ser coroada com choro, abraços…