9 jan 2004 - 9h31

Furacao.com no mundo andino

Quando Waldemar Niclevicz terminar de percorrer as mais de 100 montanhas ao longo dos 7500 quilômetros de extensão da Cordilheira dos Andes, o torcedor atleticano já poderá ver os jogos na Baixada completamente construída e mais três estrelas douradas (quem sabe?) poderão estar bordadas no nosso manto sagrado. O Projeto Mundo Andino começou oficialmente no dia 07 de janeiro, em São Paulo, e só vai terminar daqui a 3 anos. Durante a expedição serão intercalados alguns momentos no Brasil para que a imprensa possa ter amplo conhecimento do que a equipe comandada por Niclevicz explorou.

E no meio de mais de 14 toneladas de equipamentos, o alpinista fez questão de carregar uma bandeira do Atlético. “Ela é inseparável!”, afirmou. Waldemar Niclevicz também aproveitou a despedida de Curitiba para levar a camiseta do site Furacao.com para os Andes. A entrega do presente foi realizada durante a coletiva de imprensa que o atleticano prestou na torre da Brasil Telecom.

O Projeto

O Mundo Andino vai ser desenvolvido por Waldemar Niclevicz em conjunto com uma equipe formada por alpinistas, diversos tipos de exploradores, cientistas e pesquisadores. A execução do projeto implica na escalada das montanhas mais importantes de toda a Cordilheira dos Andes e do estudo de cada uma delas. O objetivo é fazer um perfil tanto físico quanto humano da região, enfocando o meio ambiente e as questões sociais. Waldemar pretende difundir a necessidade de um desenvolvimento sustentável entre o homem e o meio ambiente nas montanhas da Cordilheira dos Andes.

No mínimo, 22 expedições serão essenciais. Durante as expedições, a equipe Mundo Andino fará um grande trabalho de pesquisa, com a ajuda de universidades, organizações não governamentais, institutos de pesquisa e clubes de alpinismo. Periodicamente vão ser realizadas conferências em universidades, para que os resultados obtidos sejam debatidos.

Carrão

A grande novidade do projeto é o carro chamado Andino, um caminhão 4×4 desenvolvido pela Volkswagen especialmente para Waldemar Niclevicz. O veículo é uma motorhome off road, com capacidade para seis pessoas. A casa ou carroceria foi projetada por Thierry Stump, o mesmo construtor do barco Parati II, de Amyr Klink.

O caminhão possui um sofisticado sistema de comunicação por satélite, GPS, cozinha, banheiro, casa de máquinas, central de gás, tudo como se fosse num barco. O veículo é capaz de subir rampas com mais de 60° de inclinação e enfrentar qualquer tipo de terreno. “É uma poderosa máquina de viajar”, disse Niclevicz.

Acompanhe a expedição

O torcedor atleticano vai ficar sabendo periodicamente como está a expedição Mundo Andino aqui na Furacao.com. Para saber mais detalhes, visite o site do alpinista: www.mundoandino.com.br.



Últimas Notícias

Libertadores

É bom rever você, Walter!

Foram necessários apenas oito minutos em campo contra o Jorge Wilstermann e um único chute a gol para uma história ser coroada com choro, abraços…

Fala, Atleticano

Foi épico

Assim, como o jogo de Santiago contra a Universidad Católica, estará para sempre na memória de qualquer atlheticano… O que aconteceu ontem na Bolívia, também..…