24 jan 2004 - 15h38

Chuva de gols na Baixada

A forte chuva que caiu sobre Curitiba nesta tarde e o elevado preço dos ingressos para o Campeonato Paranaense afastaram o torcedor rubro-negro da Arena da Baixada. Mas os 2.729 fiéis atleticanos que compareceram ao estádio tiveram a chance de ver uma grande partida do Atlético.

O início da partida foi excelente para o rubro-negro. Logo aos 2 minutos o atacante Ilan abriu o placar aproveitando jogada de Fernandinho. Mesmo com o gol no começo, os jogadores atleticanos mantiveram o ritmo forte e teve duas ótimas chances aos 6 minutos com Marcão e aos 10′ com Fernandinho.

Enquanto isso, a equipe do Francisco Beltrão só ameaçava o gol de Diego nas cobranças de falta. O goleiro teve bastante dificuldade devido ao gramado molhado, mas se mostrou seguro e não deu sustos no torcedor, mesmo com as fortes cobranças.

O Atlético começou a ter total domínio do jogo a partir dos 20 minutos, quando tomou conta do meio-campo e anulou as jogadas do adversário. Aos 22 minutos, Ilan sofreu pênalti depois de um bate-rebate na área. Jadson cobrou no meio e fez o segundo gol atleticano.

Um minuto depois, Jadson voltou a marcar. Dessa vez o jogador aproveitou a grande jogada de Ilan, que driblou o goleiro Cássio e chutou para o gol, mas o chute saiu fraco e deu chance para o zagueiro tirar. Jadson acompanhou a jogada e conseguiu chutar a bola antes de o goleiro chegar.

Antes mesmo dos 30 minutos, o Furacão chegou ao quarto gol com o meia Rodriguinho. A jogada teve início com lançamento de Jadson para Alessandro. O lateral cruzou para Fernandinho chutar prensado com o zagueiro. Rodrigo estava bem colocado e chutou no canto esquerdo do goleiro do Beltrão. Pouco depois, o jogador se machucou e Bruno Lança entrou em seu lugar.

O goleiro Diego voltou a ter trabalho somente no final do primeiro tempo. Após chute forte na entrada da área, o arqueiro atleticano espalmou para escanteio. Depois disso, Diego não precisou mais fazer defesas difíceis, tamanha a superioridade do Atlético.

Segundo tempo

No intervalo, o treinador Mário Sérgio fez nova substituição no rubro-negro. O atacante Renna entrou no lugar de Ilan. E foi ele quem teve a primeira chance de gol do Atlético na segunda etapa. Porém, as poças d’água atrapalharam seu chute e a bola saiu fraca.

Aos 9 minutos, William perdeu o gol mais feito da partida. Jadson lançou Marcão, que passou por seu marcador e cruzou para o meio da área. William cabeceou sozinho e sem goleiro, mas a bola não foi em direção ao gol. Desespero da torcida atleticana, que já estava comemorando mesmo antes da cabeçada.

Apesar da grande vantagem no marcador, o Atlético não reduziu o ritmo. Jadson e Fernandinho realizaram excelentes jogadas nos dois lados do campo e arrancaram aplausos da torcida. No entanto, o time não conseguia marcar o quinto gol por falhas nas finalizações.

A última boa chance do rubro-negro foi numa cabeçada de Renna aos 40 minutos, mas a bola saiu sem direção. Aliás, Renna foi um dos jogadores mais prejudicados pelo gramado. Por ser leve e veloz, seu futebol foi atrapalhado pelas poças. Mesmo assim, mostrou muita vontade movimentando-se constantemente no ataque atleticano.

Com a boa vitória, o Atlético continua 100% no Campeonato Paranaense, com 6 pontos, 6 gols marcados e nenhum sofrido. Além disso, Jadson é o artilheiro da competição com 3 gols. Na próxima rodada, o rubro-negro enfrenta o Malutrom no estádio do Pinheirão em busca de seu terceiro triunfo.

2ª Rodada – Paranaense – (24/01/04) – Atlético 4 x 0 Francisco Beltrão
L: Baixada; A: Carlos Jack Rodrigues Magno (PR); CA: Alexandre, Bruno Lança e Dino; P: 2.729; G: R$ 27.910,00; G: Ilan, aos 11, Jadson aos 23 e aos 24 e Rodriguinho, aos 27 do 1º.

ATLÉTICO: Diego; Alessandro, Alessandro Lopes, Rogério Corrêa e Marcão; Ramalho, Rodriguinho (Bruno Lança), Jadson e William; Fernandinho e Ilan (Renna). T: Mário Sérgio.

FRANCISCO BELTRÃO: Cássio; Carlos Magno (George), Cléber, Alexandre e Lima; Márcio Gaúcho, Daniel (Alex), Wilson e Maurício (Dino); Vilmar e Luisinho Capanema. T: Jaime Scheidt.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Time voando baixo

Foi um “Passeio”, o time comandado por Eduardo Barros, deu aula… Os meninos Christian e Erick, comando meio de campo, Wellington o “maestro” regendo a…