14 fev 2004 - 21h57

Mudando para continuar o mesmo

O Atlético já garantiu classificação para a segunda fase do Campeonato Paranaense. Em cinco rodadas, o time venceu quatro partidas e empatou outra. Certamente, um dos motivos da boa campanha é a manutenção da equipe titular. Houve poucas alterações no time-base dos primeiros jogos do ano: apenas Alan Bahia e Washington ganharam as posições assim que foram liberados para jogar.

Contra o Iraty, neste domingo, o Furacão encarará dois fatos inéditos. Pela primeira vez em 2004, o time atuará fora de Curitiba. Até aqui, foram três jogos na Arena da Baixada e dois em outros estádios da capital. Além disso, dois jogadores do time titular não terão condição de jogo.

Por motivos distintos, o goleiro Diego e o zagueiro Alessandro Lopes desfalcarão a equipe pela primeira vez no Campeonato Paranaense. Diego quebrou um dedo da mão no jogo contra o Paraná. Seu retorno não tem data marcada, mas ele certamente perderá duas partidas. Com isso, o reserva Cléber assumirá a camisa 1. Já Alessandro Lopes foi suspenso após ter recebido o terceiro cartão amarelo e será substituído por Igor, titular até o ano passado.

Novatos: inspirados nos titulares

Muitas vezes, as mudanças em uma equipe são reflexo de que algo não está bem. Não é este o caso do jogo deste domingo. O desempenho atleticano está agradando a comissão técnica e o clube é líder isolado do Grupo A do Campeonato Paranaense. Por isso, a missão dos “novatos” será tão simplesmente manter o ritmo dos que vinham jogando.

Cléber terá de vencer primeiro a falta de ritmo de jogo. Ele já demonstrou suas qualidades nos poucos jogos em que fez com a camisa atleticana, mas a seqüência de partidas é importante para dar confiança a um goleiro. Por isso, ele participou de um jogo-treino no meio de semana contra o Albirex Niigata.

O zagueiro Igor não joga desde novembro do ano passado. No seu último jogo, contra o São Paulo, passou pelo momento mais difícil de sua curta carreira. Após um choque com o uruguaio Diego Lugano, chegou a ficar desacordado e fraturou um osso da face. Sua saída do time abriu uma oportunidade para Alessandro Lopes. O ex-júnior estreou bem e conseguiu ganhar a posição de titular mesmo com a recuperação de Igor.

O jogo: luta contra bolas aéreas

A volta de Igor ao time foi definida em razão do esquema tático do Iraty. Depois de assistir a alguns jogos do adversário, o técnico Mário Sérgio concluiu que o ponto forte do Azulão é o jogo aéreo. Assim, Igor terá a incumbência de afastar os cruzamentos e evitar que o Atlético sofra gols em bolas alçadas em cobranças de faltas e escanteios.

Mas se o sistema defensivo causa certa preocupação, o ataque não necessita de tantas orientações de Mário Sérgio. Jadson e Fernandinho estão entrosados e vêm derrubando as defesas contrárias com dribles desconcertantes e passes rápidos. No ataque, Ilan tem atuado bem como pivô e Washington mostrou já em sua estréia que tem faro de artilheiro.

6ª Rodada – Paranaense – (15/02/04) – Iraty x Atlético
L: Cel. Emílio Gomes; A: Francisco Carlos Vieira (PR); H: 15h30; T: Rádio CBN (90.1 FM) e Net (ppv).

IRATY: Emerson; Claudio, Sandro, Nelinho e Careca; Russo, Rodrigo Costa, Chimba e André Luís; Alexandre e Galvão. T: Paulo Campos.

ATLÉTICO: Cléber; William, Igor, Rogério Corrêa e Marcão; Ramalho, Alan Bahia, Fernandinho e Jadson; Washington e Ilan. T: Mário Sérgio.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Insanidade

Louva-se o posicionamento do CAP em relação à atitude insana, egoísta e manipuladora do Flamengo, que chegou ao ponto de utilizar-se da peste alcançar seus…

Camisa preta edição especial.

Opinião

Viva a revolução!

Eu sou corneta. Confesso! Se o time vai mal, sou o primeiro a reclamar. Se o time vai bem, tem que melhorar. Se ganhou de…