26 fev 2004 - 23h07

Árbitro começou com seqüência de erros

O árbitro Nilo Neves de Souza Júnior começou a partida na Baixada bastante confuso. Enquanto o seu auxiliar apontava escanteio para o Atlético, Nilo teimava em marcar tiro de meta. A discordância entre os dois aconteceu por três vezes no primeiro tempo, mas apenas na terceira ocasião o árbitro resolveu mudar de idéia e dar escanteio, assim como marcado pelo bandeira.

No quesito repressão à violência, Nilo também começou a complicar a vida do Atlético a partir da metade do primeiro tempo. Não expulsou João Renato, que já tinha amarelo, quando esse fez falta por trás em Fernandinho. Logo em seguida, Rogério Corrêa apenas protegeu a bola em jogada de ataque do Cianorte e, injustamente, acabou recebendo cartão amarelo.

Coincidência ou não, o árbitro é filho do jogador Nilo Neves, ídolo do Coritiba no passado.



Últimas Notícias

Opinião

Um Athletico! Uma vida!

E lá se vão 49 anos. Isso aí, 49! Ano do Furacão! E como vivi esse Athetico! E como estou vivendo, feliz e não menos…