13 abr 2004 - 23h48

Opinião de Patricia Bahr

Leia a opinião da colunista Patricia Bahr:

Não vamos dar ouvidos a eles

O Atlético incomoda muito gente e o sucesso do Atlético incomoda muito mais. Só assim para entender o porquê do massacre atleticano que presenciamos diariamente. Tudo o que acontece no CT do Caju toma proporções enormes e muita gente não mede esforços para desestabilizar dia a dia o trabalho no clube.

Primeiro, na tentativa de jogar o ídolo Adriano contra a torcida. Depois, no polêmico aumento dos ingressos para o Campeonato Brasileiro, apagando o brilho da campanha do time no Paranaense e até mesmo a histórica marca de 80 anos de fundação do clube. Agora, na hora da decisão do título, qualquer coisa que aconteça no CT do Caju vira motivo para pseudo-crises. Já demitiram Mário Sérgio antes mesmo de terminar a competição, criaram encrencas entre o treinador e o artilheiro Washington e analisaram mais de mil vezes possíveis erros na forma de jogar no primeiro jogo da final, jogando o torcedor contra o técnico.

Depois de várias experiências catastróficas, finalmente o clube adotou a postura do profissionalismo. Um trabalho até aqui muito bem executado, sob o comando de Mário Sérgio. Ninguém fica dezenove partidas invicto por acaso. Precisa muito mais do que golpe de sorte, precisa de competência. Precisa de um planejamento muito bem estruturado, paciência para executá-lo e talento para colocá-lo em prática. O Atlético de Mário Sérgio reúne todos esses requisitos.

Falta pouco para atingirmos o primeiro objetivo do ano: a conquista do Paranaense. E eu tenho certeza que a filosofia de trabalho do Atlético vai ainda mais adiante, rumo a uma excelente campanha no Brasileiro. Temos condições para tornar realidade tudo isso. E não podemos nos desviar deste caminho. Não podemos deixar que críticas sem fundamentos ganhem força na Baixada. O Atlético sempre se fortaleceu nos momentos mais difíceis. Não vamos dar ouvidos a quem quer desestabilizar o ambiente no clube. Não vamos fazer coro com quem não quer ver o sucesso do Furacão.

O Atlético, para conquistar o título do Paranaense, terá de passar por cima de tudo isso. Contra tudo e contra todos, só contando com o apoio de quem realmente interessa, a fanática e apaixonada torcida atleticana.

Patricia Bahr
Colunista da Furacao.com

O conteúdo da opinião acima é de responsabilidade exclusiva de seu autor e não expressa necessariamente a opinião dos integrantes do site Furacao.com. Entre em contato.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

General é General…

Estamos em franca recuperação no Campeonato Brasileiro, jogando um futebol melhor, criando oportunidades, mas perdendo gols e deixando de tomar gols, em um momento, importantissímo……

Opinião

Pés no chão

                É impossível não ficar empolgado com o time novamente após o jogo de ontem. Com três vitórias seguidas, o 2×0 contra o Galo em…