14 abr 2004 - 16h42

Opinião de Erick Raifur

Desestabilização

Irmãos e irmãs atleticanos (as), nunca, repito, NUNCA, até hoje, vi tamanha campanha de desestabilização, complôs e conchavos como a que estamos sendo submetidos nesta semana que antecede a véspera da finalíssima contra os nossos eternos rivais.

Os métodos utilizados pelos verdes são refinados e sutis, mas muitos já perceberam do que se trata. Os meus colegas colunistas do Furacao.com, Campelo e Patrícia, também já escreveram a respeito. Mas eu pretendo mostrar fatos novos.

A esta altura, você leitor(a), já deve estar pensando: “Mais um que acredita em Teoria da Conspiração…”.

Pois antes que pense isso, vou mostrar os fatos que são concludentes. E já que chegou até aqui, então termine de ler estas mal-traçadas linhas de um atleticano enfurecido.

Os coxas sabem que o 2 x 1, obtido no sábado passado, não é nada. Nada mesmo. Uma reles vantagem que pode ruir em poucos minutos. E porque ? Porque sabem que o Atlético jogando em casa, empurrado por sua fanática torcida é quase imbatível. Viram que pouco mais de 3 mil atleticanos cantaram mais alto e incentivaram mais do que 30 mil ervilhas. Estão apavorados com o estrago que 17.500 atleticanos podem provocar.

Ora, se o elemento chave para uma vitória atleticana é o apoio das arquibancadas, então a melhor estratégia para reduzir o poder deste fator é: minar este apoio, reduzi-lo. Pela cabeça suína deles, a tremenda pressão do Caldeirão precisa ser debelada.

E como fazer isso ? Simples, durante a semana, fomentar a desunião entre os atleticanos. Semear a discórdia entre dirigentes, jogadores e torcida, através de notícias tendenciosas, boatos e outros artifícios. Tudo que possa criar instabilidade e incerteza.

Ontem, saiu por aí a notícia de que a diretoria estaria entrando em contato com o Luxemburgo para que este assuma o comando técnico do Atlético, independente do resultado de domingo. Isto é totalmente MENTIRA ! Uma tremenda besteira carregada de más intenções. E reparem, esta notícia só saiu justamente nos meios de comunicação que mais desconfiamos, e de linha editorial totalmente verde.

Ora, Luxemburgo, todos sabem, custa entre R$ 150 e R$ 200 mil/mensais. Temos dinheiro pra pagar um técnico desses. Temos, sim. Mas nunca contratamos técnicos ou jogadores badalados e caros. E não vai ser agora
que isso acontecerá.

O que eles querem com isso, é que a torcida (a mais poderosa arma rubro-negra), chegue na Baixada, domingo, com a cabeça feita. Eles querem que os atleticanos cheguem lá e gritem “Fora Mário Sérgio !” antes mesmo do jogo começar. Eles querem que vaiemos a primeira jogada do Ilan ou do Fernandinho. Eles querem que a pressão que aterroriza os adversários, mude de lado.

Mas não podemos permitir que isso aconteça. Não neste domingo. Neste domingo, Mário Sérgio é o melhor técnico do mundo, por mais que você não goste dele. Ilan tem que ser aplaudido como se fosse o Zidane, durante
os 90 minutos. Todos os jogadores precisam sentir aquilo que sentiram em 2001, quando passamos por cima de um São Caetano 10 vezes mais time que estes verdes que vamos enfrentar domingo.

Atleticano (a), em hipótese alguma vaie jogadores, diretoria ou quem quer seja neste domingo. Neste Atletiba, mais do que nunca, só podemos contar com nós mesmos, porque, como sempre, estamos contra tudo e contra todos. Cante e apóie o Furacão durante os 90 minutos, vai valer a pena.

Saudações Atleticanas

Erick Raifur
Colunista da Furacao.com

O conteúdo da opinião acima é de responsabilidade exclusiva de seu autor e não expressa necessariamente a opinião dos integrantes do site Furacao.com. Entre em contato.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

General é General…

Estamos em franca recuperação no Campeonato Brasileiro, jogando um futebol melhor, criando oportunidades, mas perdendo gols e deixando de tomar gols, em um momento, importantissímo……

Opinião

Pés no chão

                É impossível não ficar empolgado com o time novamente após o jogo de ontem. Com três vitórias seguidas, o 2×0 contra o Galo em…