22 abr 2004 - 21h28

Uma estréia ridícula

A estréia do Atlético no Campeonato Brasileiro poderia muito ser melhor. O time jogou meia hora com dois jogadores a mais, só que mesmo assim foi derrotado pelo São Paulo no Morumbi.

O goleiro Diego começou a partida tendo que mostrar serviço logo aos três minutos de jogo. Luis Fabiano, impedido, tentou chutar no canto do atleticano. Diego foi mais rápido e evitou o primeiro gol tricolor.

A partir daí o Atlético passou a dominar a partida. Só com Ilan, o rubro-negro disperdiçou cinco chances reais de marcar. Apesar de ficar cara a cara com Rogério Ceni, o atacante não teve sucesso nas finalizações. Até bola na trave ele chutou.

O São Paulo passou a jogar nas falhas do Furacão. E foi numa saída de bola errada de Marinho, que Gustavo Nery levou novo perigo ao goleiro Diego. Ele chutou forte, a bola desviou na zaga e por pouco não entrou.

O Atlético respondeu em seguida num bom chute de Alan Bahia. Rogério Ceni teve que se esforçar para defender.

Dois a mais e derrota na bagagem

O segundo tempo começou bastante agitado. Em quinze minutos o São Paulo teve dois jogadores expulsos. O primeiro foi Marquinhos. Ele reclamou de uma falta na lateral e saiu mais cedo. Pouco depois Vélber chutou Ramalho sem bola e também foi expulso.

Apesar da vantagem numérica, o Atlético era pouco criativo e demorava para atacar. Já o tricolor não conseguia passar do meio de campo.

Tentando ser ousado, Julio Piza tirou o zagueiro Alessandro Lopes e colocou o meia Fabrício. A tática não deu certo e o São Paulo, mesmo com dois jogadores menos, passou a levar perigo.

O que Piza não contava era com a experiência de Gustavo Nery. Em jogada individual pela esquerda, ele chutou cruzado e fez o único gol da partida, para desespero dos onze atleticanos e alegria dos nove tricolores no gramado do Estádio Morumbi.

1° rodada – Brasileiro – (22/04/04) – São Paulo 1 x 0 Atlético
L: Morumbi; H: 20h30; A: Djalma José Beltrami Teixeira (RJ); CA: Alan Bahia (11′), William (23′), Grafite (28′), Dagoberto (38′), Rodrigo (44′), Alexandre (49′), Ilan (75′), Alessandro Lopes (75′) e Marinho (90′); CV: Marquinhos (55′), Vélber (59′); P: 5.038; R: ; G: Gustavo Nery, aos 44 do 2°.

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Cicinho (Gabriel int), Rodrigo, Fabão e Fábio Santos (Vélber int); Alexandre, Fábio Simplício, Gustavo Nery e Marquinhos; Grafite (Danilo 71′) e Luís Fabiano. T: Cuca.

ATLÉTICO: Diego; William, Alessandro Lopes (Fabrício 79′), Marinho, Igor e Marcão; Ramalho, Alan Bahia e Jadson; Dagoberto e Ilan. T: Julio Piza.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Insanidade

Louva-se o posicionamento do CAP em relação à atitude insana, egoísta e manipuladora do Flamengo, que chegou ao ponto de utilizar-se da peste alcançar seus…