23 abr 2004 - 22h59

Zetti é a esperança

O ex-goleiro Zetti, tetracampeão mundial com a Seleção Brasileira em 1994, deverá ser o técnico do Atlético no Campeonato Brasileiro 2004. A diretoria do clube ainda não confirmou oficialmente, mas a contratação está praticamente fechada. Ele deverá se apresentar no CT do Caju na segunda-feira para decidir os últimos detalhes.

Antes de Zetti, diversos outros nomes chegaram a ser especulados para ocupar o posto que foi de Mário Sérgio nos primeiros meses do ano: Tite, Bonamigo, Geninho, Marco Aurélio e até Vanderlei Luxemburgo. Porém, a diretoria optou por uma solução que não onerasse os cofres atleticanos. Zetti se encaixa no perfil desejado pelo Atlético: é novo, seu salário não é exorbitante e tem uma postura de vencedor.

O ex-goleiro iniciou sua carreira de treinador em 2001, no comando dos juniores do São Paulo, clube com o qual ficou identificado como jogador. No início deste ano, assumiu seu primeiro clube profissional: o Paulista, de Jundiaí. Logo na primeira empreitada, Zetti atingiu um feito histórico. Classificou o Paulista para a final do Campeonato Estadual, feito inédito na história do clube.

Depois da bela campanha, chegou a ser procurado por Paraná Clube e Sport, mas preferiu permanecer no Paulista. Mudou de opinião, porém, quando a proposta foi do Atlético, um clube organizado e com um plantel considerado excelente pelo próprio Zetti.

Apesar da pouca experiência como treinador, Zetti é um vencedor. Foi um dos mais carismáticos jogadores de sua época e influenciou uma geração de novos goleiros, incluindo Rogério Ceni (seu reserva no São Paulo) e Diego, titular do Furacão. Pelo São Paulo, foi bicampeão da Libertadores e do Mundial Interclubes. Em 22 anos de carreira, conquistou 29 títulos, incluindo a Copa do Mundo de 94, na condição de reserva de Taffarel.

Ele confessa que usa sua experiência como jogador no trabalho como técnico. “Eu sempre busquei metas na minha carreira e isso deu resultado, porque eu sempre me considerei um campeão. Essa maneira minha de ser e esse meu currículo ajudaram muito o elenco”, afirmou ele, analisando seu desempenho no Campeonato Paulista deste ano.

Nome completo: Armelino Donizete Quagliato
Nascimento: 10.01.1965, Porto Feliz (SP)
Clubes como jogador: Londrina, Toledo, Palmeiras, São Paulo, Santos, Fluminense e Sport
Clubes como técnico: São Paulo (juniores) e Paulista.



Últimas Notícias

Torcida

Colecionadores da nossa paixão

Para alguns torcedores atleticanos, não basta apenas vestir a camisa por amor. É preciso guardar algumas, centenas delas num acervo particular, em coleções prá lá…