26 abr 2004 - 10h31

Manchetes atleticanas desta segunda-feira

Fase negativa do Atlético continua com goleada
Parece não haver mais fundo do poço para o Atlético. Depois de perder a invencibilidade de 19 jogos para o Coritiba, perder o título do Campeonato Paranaense para o arqui-rival, perder na estréia do Campeonato Brasileiro para o São Paulo (com dois jogadores a menos), agora resolveu levar um banho de bola do Figueirense (com um jogador a menos) no primeiro jogo com o ingresso a R$ 30,00, ontem, na Arena. Além da displicência dos jogadores na vexaminosa derrota para os catarinenses por 3 a 0, a insensibilidade da diretoria com os torcedores voltou a marcar mais do que o futebol em campo. [Leia mais].

 

Sem torcida e sem time
No dia em que o Atlético perdeu a alma (leia-se torcida), viveu também um dos maiores vexames da Era Petraglia. A equipe – sem técnico efetivo, sem qualidade em campo e sem apoio algum – perdeu por 3 a 0 para o Figueirense. [Leia mais].

 

Figueirense vence Furacão na Arena
O jogo deste domingo na Arena da Baixada apontou o líder e o lanterna do Campeonato Brasileiro depois de duas rodadas. O Figueirense surpreendeu e enfiou 3 a 0 no Atlético-PR, ficando com 100% de aproveitamento. Já o time da casa perdeu pela segunda vez e se afundou na crise. [Leia mais].

 

Um dia de fúria
Na entrada da Arena da Baixada, protestos pelo preço dos ingressos. Dentro dela, cadeiras vazias, briga entre torcedores e seguranças e vaias pela atuação caricata da equipe. O Atlético viveu o caos no dia em que perdeu por 3 a 0, em casa, para o Figueirense, e de quebra caiu para a penúltima colocação do Campeonato Brasileiro. [Leia mais].

 

Atlético perde e abre crise na Arena
Com o estádio vazio e sob muitos protestos e vaias dos torcedores, a maioria do lado de fora da Arena da Baixada, o Atlético Paranaense perdeu ontem o seu segundo jogo no Campeonato Brasileiro, para o Figueirense, por 3 a 0. Esse resultado deixou o Furacão na zona de rebaixamento. Com a vitória, o Figueirense assumiu a liderança, com seis pontos. O Atlético, que ainda está sem técnico e jogou sob o comando do interino Julio Piza, perdeu a partida com um jogador a mais em campo. A derrota instaurou a crise no Rubo-Negro, que deve ter seu novo técnico anunciado ainda essa semana. [Leia mais].

 


Últimas Notícias

Opinião

Um Athletico! Uma vida!

E lá se vão 49 anos. Isso aí, 49! Ano do Furacão! E como vivi esse Athetico! E como estou vivendo, feliz e não menos…