26 abr 2004 - 17h07

Opinião de Ricardo Campelo

Leia abaixo a opinião de Ricardo Campelo:

Meu Querido Amor,

Escrevo-te estas palavras com muito pesar. Sabemos que as coisas não vão bem entre nós, e é por isso que não fui te ver ontem. Lamento que as coisas não tenham dado certo. Sabes que sempre torço por ti e pelo teu sucesso, pois te amo e tua alegria faz a minha.

Já vivemos momentos maravilhosos juntos. Esta relação, com certeza, abrigou muito mais alegrias do que tristezas. Mas a forma como tens conduzido as coisas, infelizmente, me impedem de continuar ao teu lado. Estás exigindo de mim mais do que posso oferecer-te. Sempre dediquei-te meu amor, e se pudesse daria-te tudo mais que tenho. Mas, infelizmente, minha vida não se reduz a ti, e por isto não posso atender a todos os teus pedidos.

É uma pena que o destino tenha colocado-te sob a influência de pessoas que não te permitem enxergar os verdadeiros valores de vida. Entendo que estas pessoas ajudaram muito em teu crescimento. Mas, acredite, seu meu amor para apoiar-te em todo e qualquer momento, não terias conseguido força para chegar onde chegaste. Por muito tempo, meu amor foi tudo que tiveste e, com ele, enfrentaste todo o tipo de adversidade.

Por isto, meu querido Amor, afastarei-me de ti por um tempo. Vai ser melhor assim. Terei tempo para acalmar meus sentimentos e curar a mágoa que vens me causando. E terás tempo para perceber a ingratidão que estás comentendo com quem te prestou tanto apoiou por toda tua vida.

Acredito que, com este tempo, perceberás o valor do verdadeiro amor que tenho por ti, e enxergarás que estas pessoas não estão te indicando o rumo certo. Creio, com fé, que te darás conta de que deves abandonar a avareza e reacolher o meu amor.

É claro que continuo te amando, como nunca deixarei de te amar. Torcerei para que tenhas sucesso naquilo a que se dedicares. Porém, mesmo que teus negócios tenham algum êxito, continuarei achando que estás no curso errado. Pois de nada vale todo o ouro do mundo, sem amor.

Tenho certeza de que, cedo ou tarde, descobrirás isto.

Com muito amor e já com saudades.

Ricardo Campelo
Colunista da Furacao.com.

O conteúdo da opinião acima é de responsabilidade exclusiva de seu autor e não expressa necessariamente a opinião dos integrantes do site Furacao.com.

Entre em contato.



Últimas Notícias

Opinião

Um Athletico! Uma vida!

E lá se vão 49 anos. Isso aí, 49! Ano do Furacão! E como vivi esse Athetico! E como estou vivendo, feliz e não menos…