29 abr 2004 - 11h26

Marcus Coelho: “A hora é de ajudar”

Nesta semana surgiu a informação de que o ex-presidente campeão brasileiro, Marcus Coelho, poderia estar voltando ao Atlético na condição de diretor de futebol. A derrota em casa para o Figueirense deixou a torcida preocupada e gerou boatos de que serão realizadas mudanças profundas no departamento de futebol. Para esclarecer as dúvidas dos torcedores, a Furacao.com conversou com o ex-dirigente, que garantiu o apoio aos atuais comandantes do clube, João Augusto Fleury da Rocha e Mário Celso Petraglia. “Agora é hora de união. Nós não podemos deixar o clima dentro do Atlético mais tenso”. Confira a entrevista exclusiva:

O que há de verdade no seu retorno ao Atlético? Alguns jornais noticiaram que o senhor assumiria a direção de futebol.
Isso não é verdade. Realmente procurei o Mário Celso após a partida contra o Figueirense, disse o que pensava e me ofereci para ajudar naquilo que fosse possível. Ele foi muito gentil e agradeceu a minha preocupação.

Então o senhor volta como dirigente?
Não. Eu tenho compromissos particulares que impedem a minha volta ao futebol e ainda me sinto com uma grande ressaca do período em que dirigi o Atlético. Tudo o que vivi foi maravilhoso mas também houve um desgaste enorme da minha parte.

E como o senhor pretende ajudar, então?
Eu sou muito amigo do Fleury e depois de muito tempo voltei a falar com o Petraglia. A situação que o clube se encontra hoje é muito triste. A torcida não pode se afastar nem o Atlético pode deixar de ganhar dinheiro. Os dois lados tem razão na questão do ingresso. A manutenção da Arena, do CT, das categorias de base, dos funcionários é tudo muito caro. Só que também não podemos deixar que o nosso torcedor crie antipatia por causa dessa situação. Eu ajudo no que for preciso, ainda não sei como, mas do lado de fora. Não é o momento de voltar.

Então se houvesse o convite para retornar ao futebol o senhor não voltaria?
No atual momento não. Só que eu nunca descartei a possibilidade de voltar ao Atlético no futuro.



Últimas Notícias

Torcida

Colecionadores da nossa paixão

Para alguns torcedores atleticanos, não basta apenas vestir a camisa por amor. É preciso guardar algumas, centenas delas num acervo particular, em coleções prá lá…

Torcida

As histórias por trás dos acervos

Cada colecionador é, de certa forma, guardião de um pedaço da história do clube. E cada coleção também acaba criando sua própria história. Nenhuma nasce,…