3 maio 2004 - 16h37

Opinião de Sérgio Tavares Filho

Leia a opinião de Sérgio Tavares Filho:

Torcida

Todo mundo jura que esteve no Pinheirão nos anos 80 e 90. São vários os torcedores que afirmam que pegaram ônibus na Carlos Gomes, passaram frio e viram o Atlético perder para o Toledo numa quarta-feira, às 20h30, num dia qualquer de junho. Pelas minhas contas, essa partida deveria de ter umas 20 mil pessoas e não os reais 835 pagantes.

Não quero entrar no mérito se você, internauta, esteve ou não esteve acompanhando o time do Atlético na nossa época mais amarga dos 80 anos. O que quero saber é o motivo da nossa torcida estar muito diferente.

Estamos de volta à primeira divisão do futebol nacional desde 1996 e mesmo em alguns jogos que mandamos nas Vilas Capanema e Olímpica e no Couto Pereira, apoiávamos do começo ao fim do jogo. Éramos originais e criativos.

Ontem, no clássico Atletiba, percebi o quanto estamos desatualizados. Cantar “The Wall” e não buscar outros cânticos para incentivar a massa foi constrangedor. Não culpo a Fanáticos por protestar contra o Fleury ou contra o Petraglia. Não culpo o Petraglia ou o Fleury por proibirem a entrada das baterias. Ambos os lados deveria de pensar no bem comum do Atlético. Todos são importantes para a nossa sobrevivência.

Até mesmo Dagoberto, quando foi substituído, foi chamado de pipoqueiro por alguns atleticanos. Isso não se faz e demonstra, acima de tudo, ingratidão pelo nosso jovem valor. Temos que ter consciência que o time não é forte e precisa de reforços, mas pelo menos a nossa parte a gente deve fazer. Foi assim em muitas partidas. E é assim que deve voltar a ser.

Sérgio Tavares Filho
Editor e colunista da Furacao.com.

O conteúdo da opinião acima é de responsabilidade exclusiva de seu autor e não expressa necessariamente a opinião dos integrantes do site Furacao.com.

Entre em contato.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

General é General…

Estamos em franca recuperação no Campeonato Brasileiro, jogando um futebol melhor, criando oportunidades, mas perdendo gols e deixando de tomar gols, em um momento, importantissímo……

Opinião

Pés no chão

                É impossível não ficar empolgado com o time novamente após o jogo de ontem. Com três vitórias seguidas, o 2×0 contra o Galo em…