22 maio 2004 - 20h27

Para manter a rotina

Setembro de 2000. O Corinthians recebe o Atlético no Estádio do Pacaembu, pela então Copa João Havelange. Inspirado, o Furacão vence por 3 a 2 e inicia uma rotina que se seguiria pelos anos seguintes. Em 2002, foi melhor ainda: o time goleou por 3 a 0, em tarde inspirada de Kleberson e Fabiano. No ano passado, o Timão até que tentou. Segurava o empate até o finalzinho do jogo, mas Douglas Silva marcou um golaço de falta e garantiu a virada por 3 a 2.

Neste domingo, pelo Campeonato Brasileiro de 2004, o Atlético pretende manter a seqüência iniciada há quatro anos. Jogando novamente no Pacaembu, o rubro-negro pode aproveitar a crise pela qual atravessa o adversário. Na última semana, o clube paulista foi eliminado da Copa do Brasil e aumentou a irritação dos torcedores.

A necessidade de vencer pode acabar atrapalhando o Corinthians. Por isso, o técnico Levir Culpi apostará nos contra-ataques para explorar os erros cometidos pelo adversário. Para isso, será importante o retorno do atacante Dagoberto. Machucado nos últimos dias, ele finalmente poderá voltar ao time. Se Dagoberto está de volta, Washington está de fora. Ele se machucou e foi vetado pelos médicos.

Esquema tático

O técnico Levir Culpi também confirmou a formação do time no esquema 4-4-2, com apenas dois zagueiros, ao contrário do que aconteceu no início do jogo contra o Santos. Fabiano e Marinho, que foram muito bem, vão se firmando como titulares. Tanto que o ex-capitão Rogério Corrêa já está recuperado, mas ficará no banco de reservas.

Com isso, quem ganhará uma chance de ser titular pela primeira vez é o lateral-direita Raulen, que entrou nos jogos contra o Guarani e o Santos. No banco de reservas, Levir contará com os seguintes atletas: Cléber, Rogério Corrêa, Igor, Pingo, Ticão, Vanderson e Dennys.

7ª rodada – Brasileiro – (23/05/04) – Corinthians x Atlético
L: Pacaembu; H: 18h; A: Márcio Rezende de Freitas (SC).

CORINTHIANS: Fábio Costa; Rogério, Anderson, Valdson e Renato; Wendel, Fabinho, Rincón e Gil; Marcelo Ramos e Jô. T: Oswaldo de Oliveira.

ATLÉTICO: Diego; Raulen, Marinho, Fabiano e Marcão; Bruno Lança, William, Fernandinho e Jadson; Dagoberto e Ilan. T: Levir Culpi.



Últimas Notícias

Libertadores

É bom rever você, Walter!

Foram necessários apenas oito minutos em campo contra o Jorge Wilstermann e um único chute a gol para uma história ser coroada com choro, abraços…