25 maio 2004 - 10h17

Manchetes atleticanas desta terça-feira

Diretoria do Atlético já estuda preço diferenciado
O que a torcida esperava desde o início do “encadeiramento” da Arena poderá ser feito nos próximos dias pela diretoria do Atlético. Um estudo interno deverá deixar as arquibancadas com novos setores e preços diferenciados para atender todos os tipos de bolsos dos freqüentadores do Estádio Joaquim Américo. [Leia mais].

 

Atlético vira time-forasteiro
Tudo realmente mudou em comparação ao período Vadão/Mário Sérgio. Durante o primeiro turno do Nacional-03, o Furacão somou apenas três pontos, em 12 confrontos. A tímida recuperação veio no returno, quando conseguiu mais 12 pontos, em 11 participações. [Leia mais].

 

Jadson curte dia de herói
Autor de três dos cinco gols do Atlético-PR na goleada sobre o Corinthians, domingo à noite, no Pacaembu, o meia Jadson curtiu nesta segunda-feira seu dia de herói. O atleticano se surpreendeu com o ótimo aproveitamento. [Leia mais].

 

Mais ídolo do que nunca
O meia Jadson, 20 anos, ficou mais perto da sua legião de fãs. No último domingo, na goleada por 5 a 0 contra o Corinthians, marcou três gols e recuperou seu bom futebol, que andava um pouco apagado desde o começo do Campeonato Brasileiro. Apesar de ser um jogador de criação, empatou na artilharia do Atlético em 2004, com 11 gols, junto com o atacante Washington. [Leia mais].

 

Jadson vira ídolo do Furacão
A goleada do Atlético Paranaense sobre o Corinthians, por 5 x 0, domingo, no Pacaembu, praticamente apresentou ao futebol brasileiro Jadson como jogador de definição. O meia de 20 anos, que marcou três gols (Dagoberto fez os outros dois), começa a substituir o também meia Adriano, que se recupera de uma fratura no pé direito, como ídolo rubro-negro, já se candidata a ser uma das revelações deste Campeonato Brasileiro. [Leia mais].

 

Jadson apresentado oficialmente ao futebol brasileiro
Ele não recebeu o troféu Chuteira de Ouro por ter sido o craque do Campeonato Paranaense à toa. Bastou aparecer um técnico que deixasse o meia Jadson jogar tudo que sabe que, certamente, ele iria destruir os adversários. E não deu outra! A apresentação do meia Jadson ao futebol brasileiro foi em grande estilo. O jogador do Furacão da Baixada colocou o Corinthians na roda. Marcou três golaços e, de quebra, jogou um futebol de gente grande. [Leia mais].

 


Últimas Notícias

Opinião

Pés no chão

                É impossível não ficar empolgado com o time novamente após o jogo de ontem. Com três vitórias seguidas, o 2×0 contra o Galo em…

Brasileiro

Pra cima, Athletico!

Athletico e Goiás fizeram o duelo dos desesperados do Campeonato Brasileiro. O Furacão tenta embalar após vencer o Fortaleza de virada na rodada passada e,…