30 maio 2004 - 20h09

Batucada deu o ritmo da vitória

Exatamente quinze minutos antes da partida entre Atlético Paranaense e Cruzeiro começar, a bateria da Torcida Organizada Os Fanáticos voltou a dar o ritmo nas arquibancadas. Era o prenúncio de uma noite de festa para todos os atleticanos que compareceram ao Estádio Joaquim Américo. E sob as batidas dos bumbos e repiques, o Rubro-negro respondeu e venceu a Raposa pelo placar de 3 a 1. Washington (dois gols) e Dagoberto foram os donos da bela festa e do bom futebol apresentado pelo Atlético, que já é o quarto colocado do Brasileirão.

O técnico Levir Culpi armou o time com três zagueiros e dois atacantes. A novidade foi a exclusão de Ilan para a entrada de Dagoberto, que, ao lado de Washington, comandou o time. Na zaga, Rogério Corrêa entrou ao lado de Marinho e Fabiano.

Apesar de dominar o primeiro tempo, foram poucas as chances criadas pelo Furacão. O Cruzeiro não assustou o goleiro Diego, mas o time mineiro tinha um bom toque de bola e por alguns instantes chegou a ganhar o meio-campo.

O primeiro gol da partida saiu pouco antes do intervalo. O zagueiro Fabiano fez um belo lançamento na esquerda, Dagoberto passou por três marcadores, cortou para o centro da área e chutou no cantinho de Artur.

Com a vitória parcial, o time voltou para o segundo tempo com o mesmo esquema tático. E deu certo. Logo aos sete minutos, Washington recebeu na grande área, deu o giro no zagueiro e marcou o segundo do Atlético. A zaga do Cruzeiro jogava aberta e não conseguia parar Jadson e Dagoberto, que puxavam contra-ataques fantásticos. Em outra jogada assim, o Rubro-negro fez o terceiro. Jadson e Washington fizeram uma excelente tabelinha. A bola ficou fácil para o “Coração Valente” da torcida marcar o gol mais bonito da noite.

Com 3 a 0 no placar o Atlético passou a jogar com desatenção e abriu espaços no meio para o Cruzeiro atacar. Aos 26 minutos, em bola alçada na área, Lima fez de cabeça o único gol dos mineiros.

Cauteloso, Levir Culpi tirou a dupla de atacantes titular para as entradas de Bruno Lança e Ilan. A marcação foi fortalecida e o Cruzeiro não conseguiu mais chegar ao gol de Diego.

Depois de vencer a Raposa, o Furacão só volta a jogar pelo Campeonato Brasileiro no dia 13 de junho, contra o Flamengo, no Rio de Janeiro.

8ª rodada – Brasileiro – (30/05/04) – Atlético 3 x 1 Cruzeiro
L: Arena da Baixada; H: 18h; A: Carlos Eugênio Simon (RS); CA: Martinez (18′), William (19′), Jussiê (34′), Tapia (40′), Edu Dracena (49′), Márcio (75′) e Fabiano (77′); P: 13.578; R: R$ 151.155,00; G: Dagoberto, aos 42 do 1°; Washington, aos 6 e aos 16, e Lima, aos 26 do 2°.

ATLÉTICO: Diego; Raulen, Marinho, Fabiano, Rogério Corrêa e Marcão; Alan Bahia, William e Jadson; Dagoberto (Bruno Lança 87′) e Washington (Ilan 87′). T: Levir Culpi.

CRUZEIRO: Artur; Maicon (Maurinho 83′), Edu Dracena, Marcelo Batatais e Leandro; Bruno Quadros (Márcio 64′), Jardel e Martinez; Jussiê, Dudu e Tapia (Lima int). T: Emerson Leão.



Últimas Notícias

Torcida

Colecionadores da nossa paixão

Para alguns torcedores atleticanos, não basta apenas vestir a camisa por amor. É preciso guardar algumas, centenas delas num acervo particular, em coleções prá lá…

Torcida

As histórias por trás dos acervos

Cada colecionador é, de certa forma, guardião de um pedaço da história do clube. E cada coleção também acaba criando sua própria história. Nenhuma nasce,…