3 jul 2004 - 17h36

Dupla de ataque fulminante

O Atlético goleou o Juventude por 4 a 1 em partida realizada na tarde deste sábado na Arena da Baixada. O resultado foi o mesmo da preliminar, na qual o Furacão bateu o União Bandeirante e ficou com o título estadual da categoria juvenil.

Com a ausência de Adriano, cujo novo contrato ainda não foi registrado na CBF, o técnico Levir Culpi manteve o esquema 3-5-2 e colocou Pingo na lateral-direita. Desde o início, Fernandinho e Jadson dominavam o meio realizando boas trocas de passes e jogadas individuais. Com menos de 10 minutos os jogadores atleticanos já haviam reclamado de dois possíveis pênaltis não assinalados pelo árbitro Álvaro Azeredo Quelhas.

A primeira grande chance rubro-negra surgiu aos 12 minutos, quando Jadson cruzou na pequena área e Pingo cabeceou rente à trave. Logo em seguida Ilan arrancou da metade do campo, tocou para Jadson, que devolveu a bola dentro da área. O atacante chutou rasteiro em cima do goleiro e a bola caprichosamente rolou até a linha, quando Washington chegou dividindo com o zagueiro e abriu o placar.

A torcida toda, inclusive a Fanáticos, ovacionou Ilan, que vinha sofrendo constantes críticas pelo baixo desempenho. Sua consagração só não foi maior pela displicência numa chance clara dentro da área. O atacante recebeu a bola de costas para o gol e tentou fazer de calcanhar, mas o goleiro estava bem colocado.

Como não se via há muito tempo, o time jogou com alegria e realizou excelentes jogadas tanto na defesa como no ataque. Numa delas, Jadson quase ampliou, mas Eduardo Martini salvou a equipe gaúcha e mandou para escanteio. No entanto, na cobrança Jadson mandou na cabeça do artilheiro Washington e o Atlético chegou ao segundo gol com 26 minutos de partida.

Depois disso, o Juventude conseguiu melhorar sua marcação e o Furacão diminuiu o ritmo, aguardando os gaúchos em seu campo de defesa e partindo para cima especialmente em contra-ataques. O jogo ficou morno e apenas no final do primeiro tempo Washington teve outra chance para marcar, mas Eduardo Martini estava bem posicionado e conseguiu espalmar para escanteio após o cabeceio.

Segundo tempo: mais dois

A segunda etapa também começou com domínio atleticano. Numa das chances Jadson quase marcou um gol histórico na Arena. No rebote do escanteio, o meia matou no peito, deu um chapéu no defensor e bateu forte de esquerda, mas a bola subiu muito. Pouco depois foi a vez de o Juventude chegar com perigo num chute dentro da área que passou perto do gol de Diego.

Aos 20 minutos, o Furacão teve falta a seu favor próximo à grande área. Washington bateu forte no canto direito e não deu chance para o goleiro, que ainda tocou na bola, mas não evitou o gol. Delírio total da torcida com o matador, agora com 7 gols no Campeonato Brasileiro.

Novamente, a partida voltou a ficar truncada no meio, com maior domínio de bola para o Juventude, porém sem causar muito perigo ao gol de Diego, que mal participou do jogo. Levir sacou Jadson, com dor no ombro, para a entrada de William e pôs Ivan no lugar de Marcão. O time perdeu um pouco de seu poder ofensivo e recuou bastante, permitindo que os gaúchos jogassem em seu campo.

Tirando proveito dessa situação, Washington partiu com rapidez para o contra-ataque e tocou para Ilan, que avançou e tocou no cantinho do goleiro, ampliando a goleada. O gol de Diego só não permaneceu intacto porque a defesa bobeou e deixou Raone bater da entrada da área. O goleiro tocou na bola, que ainda bateu na trave antes de entrar.

Não houve tempo para mais nada e com a goleada o Atlético chegou aos 20 pontos no Brasileirão, subindo bastante na classificação. A próxima partida da equipe será nesta quarta-feira, contra o Paraná Clube, no Estádio do Pinheirão.

Saiba mais sobre o jogo:
Análise de Atlético 4 x 1 Juventude, por Fabio Kaiut Nunes
Eu na Furacão: fotos da torcida
Veja em vídeo: Milton Neves retira ‘praga’
Washington é o 7° maior artilheiro da Arena
Adriano ficou fora por problemas contratuais
Para Ivo, terceiro gol definiu o jogo
Culpi destaca atuação defensiva do Atlético
Para Diego, vitória teve sabor especial
Washington chega aos 7 gols no campeonato
Ilan volta a marcar após 66 dias
Rogério Corrêa sofreu luxação no cotovelo

O que você achou dessa reportagem? Clique aqui para comentar.

12ª rodada – Brasileiro – (03/07/04) – Atlético 4 x 1 Juventude
L: Arena da Baixada; H: 16h; A: Álvaro Azeredo Quelhas (MG); CA: Índio (50′), Vanderson (67′), Igor (A, 88′), Igor (J, 89′) e Fabiano (90+1′); P: 8.711; R: R$ 89.903,00; G: Washington, aos 12 e aos 26 do 1°; Washington, aos 21, Ilan, aos 32 e Raone, aos 36 do 2°.

ATLÉTICO: Diego; Pingo, Marinho, Fabiano, Rogério Corrêa (Igor 31′) e Marcão (Ivan 72′); Bruno Lança, Fernandinho e Jadson (William 59′); Ilan e Washington. T: Levir Culpi.

JUVENTUDE: Eduardo Martini; Geison, Índio, Thiago e Raone; Evandro (Neto 34′), Camazzola (Lauro int), Donizete Amorim (Vanderson 34′) e Igor; Da Silva e Bruno. T: Ivo Wortmann.



Últimas Notícias