5 jul 2004 - 9h51

700 vezes Furacão

Um gol histórico. Aos 32 minutos do 2º tempo do jogo contra o Juventude, Washington fez boa jogada pela direita e tocou para Ilan, que marcou o quarto gol da goleada atleticana na partida. O gol do camisa 11 do Rubro-negro serviu para muito mais do que quebrar um jejum de dois meses e selar a paz com a torcida. Foi também o gol número 700 do Atlético na história do Campeonato Brasileiro.

Em 26 participações na principal competição do país, o Furacão disputou 549 jogos, com 195 vitórias, 163 empates e 191 derrotas. O clube já assinalou 700 gols na história do campeonato e sofreu 659. Kleber, com 50 gols entre 1999 e 2002, ocupa a liderança na artilharia rubro-negra. O jogador é também, ao lado de Alex Mineiro, o maior artilheiro atleticano em uma única edição do Brasileiro, com 17 gols em 2001. Aliás, a campanha vitoriosa de 2001 é a maior responsável pelo sucesso ofensivo do Atlético na competição. Em 31 jogos, o time marcou 68 gols – média de 2,19 por partida, a melhor do clube em Brasileiros.

No Brasileiro deste ano, o Atlético tem o quinto melhor ataque da competição, com 19 gols marcados – média de 1,5 gol por jogo. Washington é o artilheiro atleticano no campeonato, com 7 gols, seguido por Dagoberto, com 5 gols, e Jadson, com 4.

O gol número 700 do Furacão no Brasileiro teve sua pitada de conciliador. Ilan estava há 66 dias sem balançar as redes adversárias e marcou justamente o gol histórico do clube na competição. “Não foi um gol para lavar a alma e sim para somar e colocar a gente para cima da tabela”, disse. “Saio feliz do jogo, mas não empolgado”, revelou, considerando normal a pressão de parte da torcida diante de seu jejum de gols.

O que você achou dessa reportagem? Clique aqui para comentar.

Reportagem: Patricia Bahr, do Conteúdo da Furacao.com



Últimas Notícias

Libertadores

É bom rever você, Walter!

Foram necessários apenas oito minutos em campo contra o Jorge Wilstermann e um único chute a gol para uma história ser coroada com choro, abraços…