6 jul 2004 - 23h08

É para ficar na cola

Ainda não vai ser nesta rodada que o Atlético alcançará o topo da tabela. Com a vitória do São Paulo sobre o Atlético-MG, ontem, o tricolor paulista chegou aos 24 pontos. Mesmo se vencer o Paraná Clube o Furacão vai ter um ponto a menos.

E se não der nesta rodada, pelo menos o Atlético vai ficar grudado na liderança e começará a se distanciar do bloco intermediário. “A gente vai em busca de conquistar os três pontos”, afirmou o atacante Ilan. Ele deve fazer dupla com Washington na partida que começa às 20h30.

Apesar dos mistérios do técnico Levir Culpi, o time atleticano está praticamente definido. Pingo, que jogou na lateral-direita contra o Juventude, deve permanecer na posição que antes era ocupada por Raulen. Assim, o Atlético entra em campo no 3-5-2 e formado com Diego no gol, Marinho, Fabiano e Igor, substituindo Rogério Corrêa, com uma luxação no cotovelo. Pingo e Marcão serão os alas, Jadson e Fernandinho terão a proteção do meio-campo de Bruno Lança e Ilan e Washington no ataque.

De acordo com o site oficial do Atlético, o torcedor tem até esta quarta-feira ao meio-dia, para comprar o ingresso com desconto. São 1.500 ingressos inteiros a R$ 15,00, cada. Para quem paga meio-ingresso (crianças até 12 anos, estudantes e idosos) o preço é R$ 7,50 e foram disponibilizados 1.000 lugares. Se ainda houver ingressos, na tarde de quarta, a venda será retomada às 14h00, somente nas bilheterias do Pinheirão. Mas o preço sobe. O ingresso inteiro passa a custar R$ 20,00 e o meio R$ 10,00.

13ª rodada – Brasileiro – (07/07/04) – Paraná Clube x Atlético
L: Pinheirão; H: 20h30; A: Carlos Jack Rodrigues Magno (PR); T: PPV (Net).

PARANÁ CLUBE: Flávio; Cláudio, Fernando Lombardi, Gélson Baresi e Edinho; Axel, Goiano, Fernando e Marcel; Wellington Paulista e Galvão. T: Gilson Kleina.

ATLÉTICO: Diego; Pingo, Marinho, Fabiano, Igor e Marcão; Bruno Lança, Fernandinho e Jadson; Dagoberto (Ilan) e Washington. T: Levir Culpi.



Últimas Notícias

Libertadores

É bom rever você, Walter!

Foram necessários apenas oito minutos em campo contra o Jorge Wilstermann e um único chute a gol para uma história ser coroada com choro, abraços…

Fala, Atleticano

Foi épico

Assim, como o jogo de Santiago contra a Universidad Católica, estará para sempre na memória de qualquer atlheticano… O que aconteceu ontem na Bolívia, também..…