9 jul 2004 - 1h58

Manchetes atleticanas desta sexta-feira

Atlético convive com a síndrome do apagão
Os jogadores admitem que o resultado do clássico, assim como destas partidas, não estava nos planos. Mas justificam as quedas de rendimento dizendo que o campeonato é muito longo e equilibrado, como fez o goleiro Diego. [Leia mais].

 

Goleiro do Furacão se defende das críticas
— Eu não posso entrar em campo e deixar o braço de fora. Naquele momento, o que aconteceu foi que eu estiquei meu braço esquerdo. O mais difícil eu fiz que foi fazer a defesa. E meu braço direito veio na seqüência e acabou colocando aquela bola para dentro — afirmou Diego. [Leia mais].

 

Adriano bate recorde de jogos no Brasileirão
O meia Adriano, 26 anos, é o jogador que mais atuou pelo Atlético em Campeonatos Brasileiros. Na última quarta-feira, ele completou 117 partidas, superando o goleiro Flávio, hoje no Paraná, que tem 116 jogos. No clube desde 1998, Carlos Adriano de Souza Vieira marcou 20 gols nas seis edições que já disputou (1998, 2000, 2001, 2002, 2003 e 2004). [Leia mais].

 

Atlético aposta nas cobranças de falta
Determinado a esquecer a má apresentação do Atlético na derrota por 1 a 0 para o Paraná Clube, o técnico Levir Culpi pretende corrigir os erros cometidos pela equipe, principalmente nas cobranças de falta, que devem ser uma das armas do time na partida de amanhã, contra o Palmeiras. “Vamos treinar mais ainda as bolas paradas. Apesar do Dagoberto ter cobrado bem as faltas, faltou a finalização”, afirmou o técnico. [Leia mais].

 

Atlético sacode a poeira e passa a pensar no Palmeiras
“É uma excelente oportunidade de tirarmos um pouco a diferença que eles conseguiram abrir. Realmente, não estivemos bem no clássico, mas temos que pensar exclusivamente no nosso próximo adversário. O Palmeiras não está na liderança por acaso e certamente vai nos dar muito trabalho, neste sábado”, diz o técnico Levir Culpi. [Leia mais].

 


Últimas Notícias

Fala, Atleticano

General é General…

Estamos em franca recuperação no Campeonato Brasileiro, jogando um futebol melhor, criando oportunidades, mas perdendo gols e deixando de tomar gols, em um momento, importantissímo……

Opinião

Pés no chão

                É impossível não ficar empolgado com o time novamente após o jogo de ontem. Com três vitórias seguidas, o 2×0 contra o Galo em…