12 jul 2004 - 23h23

Outro verde no caminho rubro-negro

O Atlético tinha uma meta a cumprir: alcançar a totalidade dos pontos nos quatro jogos que disputaria em Curitiba de 03 a 13 de julho. Com o último compromisso marcado para esta terça-feira, o Rubro-negro pode alcançar apenas 58% do plano traçado pela comissão técnica. Trocando em miúdos, dos 12 pontos jogados, o Furacão pode conquistar somente 07.

Os tropeços contra o Paraná Clube e Palmeiras empurraram o time de Levir Culpi para a 8º posição no Campeonato Brasileiro e um novo resultado negativo vai distanciar o Atlético ainda mais dos líderes.

Hoje o Furacão tem dois desfalques para a partida que começa às 20h30, na Arena da Baixada. Marcão e Alan Bahia cumprem suspensão automática e não jogam. Ivan já está confirmado para a lateral. No meio-campo a tendência é a de que o treinador do Atlético opte por apenas um volante, que seria Bruno Lança, e reforçe o miolo de zaga, com a entrada de Igor ao lado de Marinho e Fabiano. O esquema seria o 3-5-2, variando poara o 4-4-2 com o avanço do capitão Fabiano para a cabeça-de-área.

Supresa no meio

A grande novidade no treino coletivo, porém, foi a ausência do meia Jadson entre os titulares. Ele passou todo o treinamento na equipe reserva. Adriano foi o titular, mas acabou saindo antes do fim por causa de uma contusão. Foi aí que Levir surpreendeu novamente: passou o colete para Ilan e não para Jadson.

Como Adriano foi cortado da concentração, as chances de que Ilan assuma a camisa 10 são grandes. Neste ano, ele já jogou com esse número e atuou mais recuado sob o comando do técnico Mário Sérgio. Nesta posição, ele fez suas melhores partidas nesta temporada.

Castigo

Com 1176 minutos de atuação, Jadson é o terceiro jogador do Atlético que mais esteve presente nas partidas. Ele só perde para Diego (1231 minutos) e Marcão (1193 minutos). Apesar de ser um dos atletas mais queridos da torcida, o retrospecto de Jadson nos últimos jogos não vem agradando. Há exatos 50 dias ele não marca um gol. O último foi na goleada sobre o Corinthians, por 5 a 0, no Pacaembu.

“A marcação está mais forte, mas eu sei que posso superar. Vou trabalhar cada vez mais e me esforçar para continuar entre os titulares”, disse o meia, que pela primeira vez no Brasileiro tem sua vaga ameaçada.

15ª rodada – Brasileiro – (13/07/04) – Atlético x Goiás
L: Arena da Baixada; H: 20h30; A: Clever Assunção Gonçalves (MG).

ATLÉTICO: Diego; Pingo (Raulen), Marinho, Fabiano, Igor e Ivan; Bruno Lança, Fernandinho e Jadson; Washington e Dagoberto. T: Levir Culpi.

GOIÁS: Rodrigo Calaça; Paulo Baier, André Dias, Renato, João Paulo e Jadilson; Thiago, Josué e Rodrigo Tabata; Alex Dias e Leandro. T: Celso Roth.



Últimas Notícias

Opinião

Pés no chão

                É impossível não ficar empolgado com o time novamente após o jogo de ontem. Com três vitórias seguidas, o 2×0 contra o Galo em…

Brasileiro

Pra cima, Athletico!

Athletico e Goiás fizeram o duelo dos desesperados do Campeonato Brasileiro. O Furacão tenta embalar após vencer o Fortaleza de virada na rodada passada e,…