15 jul 2004 - 12h03

Manchetes atleticanas desta quinta-feira

Washington curte o bom momento de gols em série
“Este ano está se encaminhando bem, sei que é difícil manter uma média como essa até o final do ano, mas espero continuar”, analisa. Ele nem se abala com a falta de gols em dois jogos seguidos. Para ele, isso é normal e sempre é compensado no futuro. “Às vezes, eu ficava uma ou duas partidas sem fazer, mas nunca fiquei três, graças a Deus. Quando eu ficava duas, no jogo seguinte eu fazia três e recuperava. Espero que continue assim essa regra”. [Leia mais].

 

Ataque solidário
O ataque dos sonhos no Atlético só fala em marcar, preencher espaços, ajudar a defesa, pegar o volante adversário… Depois de encantar a torcida com o impiedoso 6 a 0 em cima do Goiás, o trio Ilan, Washington e Dagoberto uniformizou um discurso em prol da cautela: defender acima de tudo. [Leia mais].

 

Levir não deve repetir esquema ofensivo do Furacão
– Temos atacantes de ótima qualidade e dá para compor esse esquema. O problema é equilibrar o meio, porque dá um vazio perigoso. O Ilan teve uma consciência tática muito boa e voltou para criar. Jogamos também com dois laterais (Pingo e Ivan) mais técnicos – afirmou o técnico Levir Culpi, que dificilmente repetirá o esquema 4-3-3 na partida contra o Internacional, no próximo sábado, às 16 horas, no Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS). [Leia mais].

 

Média de gols de Washington supera Romário e Dinamite
O atacante Washington, 29 anos, tem uma média de gols por jogo superior a nove dos dez maiores artilheiros do Campeonato Brasileiro em todos os tempos. Com os três gols contra o Goiás, chegou à marca de dez na edição de 2004 e 54 no total. Com os 78 jogos que disputou desde 1999, quando estreou na competição, tem uma média equivalente a 0,69 gols por partida. [Leia mais].

 

Levir Culpi pode manter três atacantes
O técnico Levir Culpi, como sempre, preferiu conter a euforia e despistou sobre o esquema tático a ser utilizado contra o próximo adversário, o Internacional, no sábado. Com a saída de Adriano, negociado com o Cruzeiro, o treinador deve definir nos treinos de hoje e amanhã o retorno de Jádson ao meio-de-campo ou a permanência de Ilan como o terceiro atacante. [Leia mais].

 

Culpi evita euforia com goleada
“Temos atacantes de ótima qualidade e com isso fica mais fácil compor esse esquema. O problema é equilibrar o meio, porque dá um vazio perigoso. Mas o Ilan teve consciência tática e voltou para ajudar na marcação”, analisou o treinador. “O que não adianta é ter um ataque forte e um meio desequilibrado”, completou, lembrando que o time também atuou com três atacantes contra o Paraná e o resultado foi desastroso. [Leia mais].

 

Washington entra de vez na briga pela artilharia
O atacante Washington entrou de vez na briga pela artilharia do Campeonato Brasileiro. Com os três gols que marcou contra o Goiás, o craque rubro-negro alcançou a marca de dez gols neste campeonato. Washington é o vice-artilheiro desta competição. Está atrás somente de Alex Dias, do Goiás, que tem 11 gols marcados. [Leia mais].

 


Últimas Notícias

Fala, Atleticano

General é General…

Estamos em franca recuperação no Campeonato Brasileiro, jogando um futebol melhor, criando oportunidades, mas perdendo gols e deixando de tomar gols, em um momento, importantissímo……