31 jul 2004 - 19h59

Levir Culpi fez apenas uma substituição

O técnico Levir Culpi preferiu não arriscar no jogo deste sábado diante do Grêmio. Mesmo com o empate sem gols, o treinador não arriscou a colocar mais um atacante para buscar a vitória. Sem Jadson e Dagoberto (ambos suspensos) e Fabiano (machucado), o técnico teve de chamar alguns atletas oriundos dos juniores para compor o banco de reservas.

Os volantes Ticão e Marcus Winícius ficaram na reserva, mas não foram utilizados. O único suplente que jogou foi William, que entrou aos 14 minutos do segundo tempo no lugar de Morais. Nos minutos finais, a torcida chegou a gritar o nome do atacante Dennys, mas o time permaneceu com dois atacantes.

“Eu pensei nessa possibilidade, mas preferi deixar o time que estava em campo. Foi um jogo muito difícil, de muitas faltas e passes errados”, analisou o treinador atleticano.



Últimas Notícias

Opinião

Um Athletico! Uma vida!

E lá se vão 49 anos. Isso aí, 49! Ano do Furacão! E como vivi esse Athetico! E como estou vivendo, feliz e não menos…