31 jul 2004 - 18h05

Sábado de pé no freio

O Grêmio quebrou a série de três partidas com goleadas do Atlético dentro da Arena da Baixada. O time gaúcho segurou o Furacão que não conseguiu ultrapassar a barreira defensiva criada pelo técnico José Luiz Plein. Sem Dagoberto e Jadson, o Rubro-negro perdeu em criatividade e ficou no empate em 0 a 0.

Desde os primeiros minutos a partida foi muito disputada no meio-campo e as chances de gol demoravam a sair. Somente aos 24 minutos o Atlético assustou Márcio. Ilan fez boa jogada pela esquerda e tocou para Ivan. O lateral chutou forte e a bola acabou batendo no travessão. Logo em seguida Washington perdeu outra oportunidade de abrir o placar: uma bola espirrada dentro da pequena área sobrou para o atacante, que teve azar ao concluir para fora.

O Grêmio se defendia bem e tinha Cocito protegendo a área. O zagueiro Baloy também foi bastante exigido e conseguiu brecar Ilan, que voltava para o meio buscando as jogadas. Quem também recebeu uma forte marcação foi Fernandinho, que aos 31 minutos quase marcou um golaço de fora da área. A bola passou muito perto do gol gaúcho.

As melhores chances do time de Porto Alegre, no primeiro tempo, foram criadas por Guto. Na primeira ele aproveitou uma falha de Marcão, que teve tempo de se redimir e evitar a finalização, e na segunda Diego segurou o chute do atacante tricolor.

Cópia do primeiro tempo

A etapa final começou com o Grêmio assustando. Aos 20 segundos Guto recebeu nas costas de Rogério Corrêa mas não teve a calma de finalizar e chutou por cima do gol. O troco do Atlético veio em seguida. Morais tocou para Pingo, livre de marcação na área. O lateral errou o chute e perdeu um gol feito.

A partir daí o jogo ficou mais truncado. Os dois times não tinham criatividade e pouco foram para cima do goleiro adversário. Só aos 25 minutos Diego fez uma bela defesa na cabeçada de Claudiomiro. Pouco antes do lance Levir Culpi sacou Morais e colocou William em campo. O meio-campo não conseguiu fazer uma boa partida e quase entregou o ouro num passe errado. Marcelinho não aproveitou a chance para fazer.

Só aos 41 minutos é que aconteceu outro lance de perigo, desta vez favorável ao Furacão. Num escanteio batido pela esquerda, Márcio saiu mal e a bola ia entrando. A zaga gaúcha conseguiu afastar e garantir o empate dentro da Arena da Baixada. Com o resultado o Atlético assume, provisoriamente, a quinta colocação do Campeonato Brasileiro.

Saiba mais:
Análise de Atlético 0 x 0 Grêmio, por Juliano Ribas

20ª rodada – Brasileiro – (31/07/04) – Atlético 0 x 0 Grêmio
L: Arena da Baixada; H: 16h; A: Márcio Rezende de Freitas (SC); CA: Rico (34′); P: 17.780; R: R$ 217.498,00.

ATLÉTICO: Diego; Pingo, Marinho, Rogério Corrêa, Marcão e Ivan; Alan Bahia, Fernandinho e Morais (William 59′); Washington e Ilan. T: Levir Culpi.

GRÊMIO: Márcio; Baloy, Claudiomiro e Tiago Prado; Michel, Cocito, Léo Inácio, Fábio Pinto e Cristiano; Guto (Marcelinho 59′) (Cléber 89′) e Rico (Elton 73′). T: Plein.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Time voando baixo

Foi um “Passeio”, o time comandado por Eduardo Barros, deu aula… Os meninos Christian e Erick, comando meio de campo, Wellington o “maestro” regendo a…

Opinião

Libertadores, estamos aqui

Do alto da nossa sétima participação na Copa Libertadores da América, temos que reconhecer que já temos muita história para contar: da primeira participação, via…