5 ago 2004 - 11h55

Análise do jogo São Caetano 0 x 3 Atlético

O atleticano Eduardo Caballero, integrante do Fórum Furacao.com, viajou para São Caetano do Sul especialmente para ver o jogo disputado ontem. Confira a análise dele acerca do desempenho individual dos jogadores atleticanos na partida:

Análise de São Caetano 0 x 3 Atlético
por Eduardo Caballero

Diego: muito cobrado durante a partida, fez excelentes desfesas, principalmente no primeiro tempo. Garantiu a vitória atleticana durante a etapa inicial. Nota: 9.

Fernandinho: não fez uma excelente partida, mas mostrou muita aplicação tática. Marcou quando preciso e subiu para o ataque na hora certa. Fechou demais as jogadas pelo meio não explorando totalmente a lateral. Fez boas tabelas com Dagoberto e Jadson e deu um passe açucarado para o Washington marcar o terceiro gol atleticano. Nota: 8.

Marinho: cobriu bem a zaga pelo lado direito. Cobria a maioria das subidas do Fernandinho e sempre estava bem colocado dentro da área, tirando muitos lances de cabeça, e ainda, fez um gol. Nota: 8,5.

Rogério Corrêa: jogou como zagueiro da sobra. Mostrou bom posicionamento e deu segurança à zaga. Foi fundamental na primeira etapa, tirando lances perigosos de dentro de nossa área. Nota: 8.

Marcão: ainda um pouco afobado pela esquerda, onde o São Caetano começou as jogadas de ataque sobre o Atlético. No meio do primeiro tempo encontrou seu posicionamento ideal, ainda que mostre que não é um zagueiro. Fez faltas muito “bobas”. Nota: 7.

Ivan: começou muito desatento ao jogo, subindo muito pouco ao ataque. Teve muito espaço para jogar por aquele lado mas não o aproveitou. Errou alguns lançamentos fáceis. No segundo tempo melhorou. Foi aplicado taticamente mas não tanto tecnicamente. Nota: 7.

Fabiano: jogou de volante. Foi muito bem. Demostrou técnica e fez um papel excelente na ligação defesa-meio, puxando muitos contra-ataques. Demonstrou “autoridade” no meio. Nota: 8,5.

Alan Bahia: voltou a mostrar raça e vontade no jogo. Muito importante dando consistência ao meio-de-campo roubando bolas cruciais na entrada da área. Nota: 8.

Jadson: mostrou que é um camisa 10 de qualidade. Foi muito prejudicado pelo gramado. Fez bem o seu papel, tanto na parte tática quanto na parte técnica. Marcou quando tinha que marcar e atacou quando devia. Fez um lançamento primoroso para o Washington tocar para o Dagoberto abrir o caminho da vitória, mas durante uma boa parte do jogo ficou apagado. Nota: 8.

Dagoberto: foi muito caçado em campo, do início ao fim. Mostrou estar mais maduro, aceitando as provocações dos adversários. Bem posicionado em campo, atuando boa parte do jogo pelo lado esquerdo mostrou vontade e raça. Driblou quando devia, mas tocou quando era necessário. Mostrou oportunismo durante o primeiro gol e qualidade no cruzamento do segundo. Nota: 8,5.

Washington: começou muito mal o jogo sendo muito marcado pelo Gustavo. Voltava demais para buscar a bola, coisa que não deveria ser o seu papel. Durante o primeiro tempo, foi decisivo no lance do primeiro gol tocando para o Dagoberto. No segundo tempo jogou mais avançado, esperando um contra-ataque. Mostrou ser matador na hora do terceiro gol mas errou um gol na pequena área logo depois. Nota: 8.

William: não fez muito no jogo, entrou mais para fechar o meio-de-campo. Sem nota.

Morais: mal apareceu em campo, deu apenas um bom passe no jogo. Nota: 6.

Pingo: entrou para fechar o lado direito, mas deu muitas oportunidades para o time do São Caetano por aquele lado. Nota: 6.

Levir: mostrou ser muito coerente neste jogo, colocando 3 zagueiros e dois volantes, arriscando o Fernandinho pela direita. O que no papel parecia ser um time extremamente defensivo foi um time intelegentíssimo. Botou até nove jogadores atrás da linha da bola, deixando “apenas” o contra-ataque como arma. Nota: 8,5.

Eduardo Caballero é colaborador da Furacao.com.

O conteúdo da opinião acima é de responsabilidade exclusiva de seu autor e não expressa necessariamente a opinião dos integrantes do site Furacao.com.

Entre em contato.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

General é General…

Estamos em franca recuperação no Campeonato Brasileiro, jogando um futebol melhor, criando oportunidades, mas perdendo gols e deixando de tomar gols, em um momento, importantissímo……

Opinião

Pés no chão

                É impossível não ficar empolgado com o time novamente após o jogo de ontem. Com três vitórias seguidas, o 2×0 contra o Galo em…