2 set 2004 - 21h59

Valeu pela vitória. E só!

O Atlético precisou de muita pajelança para vencer o Bugre. Mesmo jogando um futebol muito aquém do esperado, o Furacão superou o Guarani e agora chegou aos 51 pontos neste Campeonato Brasileiro. O time só perde a primeira colocação para o Santos por causa dos critérios de desempate.

Com o freio de mão puxado, o Atlético viu o Guarani assustar Diego duas vezes antes dos dez minutos de bola rolando. Só quando atacou com consciência, o Furacão abriu o placar. Numa jogada que começou com o goleiro Diego, a bola acabou sobrando para Fernandinho abrir o placar. Ele aproveitou o rebote de Jean, que dividiu com Washington, e só teve o trabalho de concluir.

O gol fez com que o time campineiro viesse para cima. Harrison teve duas boas oportunidades de empatar. Numa delas a bola bateu na trave depois de uma cobrança de falta. A resposta do Atlético veio com Pingo, já no fim do primeiro tempo. O meia acertou um chute defendido pelo goleiro campineiro.

Pouca bola e muita sorte

O espírito da vitória estava mesmo ao lado do Atlético. O Guarani teve o domínio de quase todo o tempo final e só não marcou por causa da sorte atleticana. Harrison e Valdeir perderam duas chances incríveis de fazer o gol, mas a bola, milagrosamente, ou ia para fora, ou era defendida por Diego.

E como o velho bordão do "quem não faz leva" vale a pena ser lembrado, o Atlético sacramentou a vitória com um gol mágico de Washington. A jogada começou com o goleiro Jean. Ele foi tocar a bola rapidamente para Patrick. O jogador campineiro estava de costas e não percebeu o toque. Dagoberto foi mais esperto, esperou a bola sair da área para que o lance fosse validado, e tocou para Washington faezr o 16º gol dele no Brasileirão.

Na próxima rodada, quarta-feira, o duelo entre Santos e Atlético vai definir o novo líder da competição ou, quem sabe, manter as duas equipes com o mesmo número de pontos caso haja um empate. A partida já está programada para ser transmitida para todo o Brasil.

28ª rodada – Brasileiro – (02/09/04) – Atlético 2 x 0 Guarani
L: Arena da Baixada; H: 20h30; A: Márcio Rezende de Freitas (SC); CA: Dagoberto (36′), Dida (36′), Marcão (56′), Roberto (78′) e Valdeir (89′); P: 11.568; R: R$ 129.051,50; G: Fernandinho, aos 14 do 1°; Washington, aos 36 do 2º.

ATLÉTICO: Diego; Fernandinho, Marinho, Fabiano, Marcão e Ivan; Alan Bahia, Pingo (William 75′) e Jadson (Morais 75′); Dagoberto (Dennys 88′) e Washington. T: Levir Culpi.

GUARANI: Jean; Dida (Catatau 73′), Carlinhos, João Leonardo e Patrick; Roberto, Douglas (Valdeir 62′), Careca (Simão 55′) e Harison; Valdir Papel e Sandro Hiroshi. T: Agnaldo Liz.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Time voando baixo

Foi um “Passeio”, o time comandado por Eduardo Barros, deu aula… Os meninos Christian e Erick, comando meio de campo, Wellington o “maestro” regendo a…

Opinião

Libertadores, estamos aqui

Do alto da nossa sétima participação na Copa Libertadores da América, temos que reconhecer que já temos muita história para contar: da primeira participação, via…