7 set 2004 - 12h19

Jogando em ‘casa’, Marinho quer time ofensivo

O zagueiro Marinho terá a oportunidade de jogar em sua cidade natal nesta quarta-feira. Ele nasceu em 1976 na cidade de Santos e começou sua carreira no segundo time da cidade, a Portuguesa Santista. De lá foi para o Guarani, onde se destacou e ficou conhecido nacionalmente.

Nesta quarta, ele voltará a Santos com o objetivo de parar o poderoso ataque do Peixe e ajudar o Atlético a obter um bom resultado. Para isso, o zagueiro espera contar com a colaboração dos atacantes atleticanos. "Temos de atacar o Santos com consciência e não podemos ficar só na defesa. Esse jogo é muito importante porque vai igualar o número de vitórias das duas equipes, caso o Atlético vença", afirmou ele.

Apesar de os dois times estarem empatados na liderança com 51 pontos, o Santos leva vantagem no primeiro critério de desempate (número de vitórias). O alvinegro praiano venceu 16 partidas contra 15 do Atlético. Em compensação, o Furacão perdeu menos vezes (7 a 9). Como Marinho observou, a vitória atleticana seria importante para igualar esse critério.

Apesar disso, o zagueiro acha que o jogo não é decisivo. Para ele, ainda falta muito campeonato e nada garante que o vencedor desse jogo será o campeão.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Time voando baixo

Foi um “Passeio”, o time comandado por Eduardo Barros, deu aula… Os meninos Christian e Erick, comando meio de campo, Wellington o “maestro” regendo a…

Opinião

Libertadores, estamos aqui

Do alto da nossa sétima participação na Copa Libertadores da América, temos que reconhecer que já temos muita história para contar: da primeira participação, via…