13 out 2004 - 11h48

Matemática da conquista

Quem já não teve a sensação de ter ido muito bem numa prova e depois do resultado se decepcionou? Ou quem já não sentiu na pele o gostinho da vitória e deixou escapar nos últimos segundos da partida? São exemplos como esse que o Atlético não deve seguir. Para continuar na luta pelo bicampeonato brasileiro, o Furacão só depende das próprias forças e de um leve auxílio da matemática.

Depois de 35 rodadas, o Rubro-negro aparece na primeira colocação com 68 pontos, três a mais do que o Santos, vice-líder, e nove de São Paulo, São Caetano e Juventude. De acordo com o site Chance de Gol, a equipe que conquistar 89 pontos tem mais de 90% de chances de levantar o caneco. Para o Furacão, isso significa sete vitórias.

Pedreiras dentro e fora de casa

Apesar da matemática mostrar que o Atlético é um sério candidato ao título, o Rubro-negro vai ter que se superar para conquistar o bi. Serão mais cinco partidas na Baixada e seis fora do Caldeirão.

O primeiro desafio é no domingo, contra o Paraná Clube, em casa. O tricolor ainda não perdeu nenhum clássico neste Campeonato Brasileiro – em dois jogos contra o Coritiba empatou um e venceu o outro e na partida contra o Atlético ganhou de 1 a 0. Mesmo estando na últimas posições, o time de Paulo Campos promete dificultar as coisas. "O Atlétivo vive um excelente momento e nós estamos bem atrás. Temos que nos superar para sair da Baixada com os três pontos", afirmou o atacante Maranhão.

Depois do Paraná o Rubro-negro faz dois jogos fora de casa. Palmeiras e Goiás, que estão na luta por uma vaga na Libertadores da América no ano que vem, também serão pedras no sapato do técnico Levir Culpi.

No dia 30 de outubro o Atlético recebe o Internacional, disposto a vingar a goleada de 6 a 0 no Beira Rio. Já em novembro o time vai ao Rio de Janeiro enfrentar o Fluminense, que também deve continuar almejando a Libertadores.

De volta a Curitiba, o desafio seguinte será contra o Criciúma. No domingo, dia 21, partida em Campinas contra a Ponte Preta e no outro fim de semana, mais um jogo fora da casa: o Grêmio, no Beira Rio.

Em dezembro o Furacão tem três jogos: São Caetano, Vasco e Botafogo. O primeiro e o último na Baixada.

E o Santos?

Se a tabela não é uma das melhores amigas do Atlético, o mesmo pode se dizer do Santos. Confira os próximos jogos do principal adversário do Furacão:

Santos x Ponte Preta
São Paulo x Santos
Flamengo x Santos
Santos x Fluminense
Criciúma x Santos
Santos x Goiás
Coritiba x Santos
Paysandu x Santos
Santos x Grêmio
São Caetano x Santos
Santos x Vasco

Ainda de acordo com o Chance de Gol, hoje o Atlético tem quase o dobro de chances do Santos de se sagrar bicampeão: 61% contra 30,8%. O São Caetano é o terceiro com apenas 3,6%.



Últimas Notícias

Libertadores

É bom rever você, Walter!

Foram necessários apenas oito minutos em campo contra o Jorge Wilstermann e um único chute a gol para uma história ser coroada com choro, abraços…