23 out 2004 - 21h31

Marcão e Fernandinho seguem otimistas

A receita para o Atlético voltar à boa fase é tranqüilidade e força de vontade. E o primeiro passo para por isso em prática deve ocorrer já na próxima terça-feira, quando o time volta a campo para enfrentar o Goiás, no Estádio Serra Dourada. Pelo menos esse foi o discurso da maioria dos jogadores logo após a derrota para o Palmeiras neste sábado.

Todos os que se manifestaram destacaram que o time fez uma boa partida e que essa derrota não pode abalar o grupo. "Temos de assimilar bem, pois temos um jogo na terça-feira e o bonde está andando. Se ficarmos pensando muito nesse jogo, o bonde passa. Então, tomara que essa derrota sirva para nos acordar, pois ainda há mais nove partidas e nós estamos na briga", comentou o zagueiro Marcão (foto), autor do cruzamento para o gol de Denis Marques no jogo de hoje.

Para Fernandinho, a pressão é maior sobre a equipe que lidera o Brasileiro. "Quando você está defendendo a liderança, todos querem ganhar de você. A prova foi hoje, com o Palmeiras pressionando para ganhar da gente", analisou o jogador, que hoje atuou como lateral-direita e, depois, como meia.

Ele garante que essa derrota não terá maiores conseqüências na caminhada atleticana rumo ao título nacional. "Continuamos na briga. Essa derrota não significa nada sobre quem vai ser campeão ou não. A gente teve dificuldade desde o início do campeonato e agora vai aumentando mais", finalizou, confiante.



Últimas Notícias