29 out 2004 - 9h46

Com goiano e tudo

Quando o Atlético anunciou que jogaria contra o Internacional em Goiânia, no Estádio Serra Dourada, muita gente ficou sem entender. Alguns protestaram, mas pelo menos um atleticano comemorou: o zagueiro Rogério Corrêa. Natural de Goiânia, ele tem parentes morando na cidade e é lá que ele pretende se casar com a noiva curitibana.

Rogério estará à vontade jogando no Serra Dourada, onde já atuou por diversas vezes. Quis o destino que seu retorno aos gramados depois de oito rodadas afastado fosse justamente em sua casa, com o apoio de seus parentes e amigos. É um bom sinal. E tudo o que a torcida atleticana espera nesse momento são bons sinais.

A última partida do zagueiro neste Brasileiro foi contra o Corinthians. O Atlético venceu o jogo por 3 a 1 e Rogério levou seu terceiro cartão amarelo. Por isso, cumpriu suspensão automática contra o Cruzeiro e preparava-se para voltar contra o Flamengo quando sofreu uma contusão muscular às vésperas da partida. O que parecia ser um problema simples revelou-se uma lesão chata de ser tratada e Rogério levou quase um mês para se recuperar.

Seu retorno ocorrerá somente neste sábado, contra o Inter. Ele voltará a formar a zaga com Marinho e Marcão, com Fabiano jogando mais adiantado ao lado de Alan Bahia no meio-campo. Com essa formação, o Atlético teve atuações destacadas neste campeonato, como na goleada por 3 a 0 sobre o São Caetano, fora de casa.

Retorno comemorado

O Atlético vive seu momento mais delicado no Campeonato Brasileiro. Depois de atingir a liderança com brilhantismo e permanecer 18 partidas consecutivas sem perder (quebrando um recorde), o time patinou nas últimas rodadas e já não obtém uma vitória há quatro rodadas. Perdeu a liderança e ganhou o descrédito da imprensa do eixo Rio-São Paulo. A certeza da conquista do título foi abalada.

Ao mesmo tempo, a defesa rubro-negra enfrentou contratempos nas últimas rodadas. Sem Rogério Corrêa, o time sofreu 14 gols em oito jogos (média de 1,75 por jogo). Antes disso, o Rubro-negro só havia levado 30 gols em 30 jogos. Também sem o zagueiro, a equipe levou vários gols em jogadas aéreas, o que não vinha acontecendo antes. Seria apenas coincidência? Pode ser. Mas, por um motivo ou outro, a volta de Rogério Corrêa ao time é um alento, não restam dúvidas.

OS JOGOS DE ROGÉRIO CORRÊA NO SEGUNDO TURNO

30ª rodada – Brasileiro – (12/09/04) – Atlético 3 x 1 Corinthians
Diego; Fernandinho, Marinho, Rogério Corrêa, Marcão e Ivan; Fabiano, Alan Bahia e Jadson; Dagoberto e Washington. T: Levir Culpi.

29ª rodada – Brasileiro – (08/09/04) – Santos 1 x 1 Atlético
Diego; Fernandinho, Marinho, Rogério Corrêa, Marcão e Ivan; Fabiano, Alan Bahia e William; Jadson (Morais 85′) e Washington. T: Levir Culpi.

27ª rodada – Brasileiro – (29/08/04) – Coritiba 1 x 2 Atlético
Diego; Fernandinho, Marinho (Morais 61′), Rogério Corrêa (Fabiano 86′), Marcão e Ivan; Alan Bahia, Pingo (William 61′) e Jadson; Washington e Dagoberto. T: Levir Culpi.

26ª rodada – Brasileiro – (22/08/04) – Atlético 2 x 0 Paysandu
Diego; Raulen, Alessandro Lopes, Rogério Corrêa, Igor e Ivan; Alan Bahia, Pingo e Jadson; Washington (William 76′) e Dagoberto (Morais 88′). T: Levir Culpi.

25ª rodada – Brasileiro – (18/08/04) – Figueirense 1 x 1 Atlético
Diego; Fernandinho, Igor (Raulen 57′), Rogério Corrêa, Marcão e Ivan (Pingo 78′); Alan Bahia, Bruno Lança e William; Dagoberto e Dennys (Edvaldo 57′). T: Levir Culpi

24ª rodada – Brasileiro – (15/08/04) – Atlético 1 x 0 São Paulo
Diego; Fernandinho, Rogério Corrêa, Fabiano (Bruno Lança 60′), Marcão e Ivan; Alan Bahia, Pingo (William 70′) e Jadson; Dagoberto e Washington (Morais 84′). T: Levir Culpi.



Últimas Notícias

Opinião

Libertadores, estamos aqui

Do alto da nossa sétima participação na Copa Libertadores da América, temos que reconhecer que já temos muita história para contar: da primeira participação, via…