O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
2 nov 2004 - 15h35

A bateria está sendo proibida pela própria torcida

Há muito tempo estamos acompanhando a briga entre a torcida organizada “Fanáticos” e a presidência do Clube Atlético Paranaense, pela colocação da bateria e das faixas no anel inferior da “Arena da Baixada”.

Antes eu achava que era “picuinha” ou alguma retaliação da presidência rubro-negra devido à torcida ter entrado na justiça comum contra o aumento do preço dos ingressos. Hoje eu já não concordo com esta possibilidade, e acho que os culpados da falta da bateria, das faixas, e do incentivo no estádio, é somente da própria “Fanáticos”. A minha mudança de opinião é fácil de ser entendida. A presidência rubro-negra recebeu reclamações consistentes daqueles que mais pagam pelos jogos do “Furacão”, que são aqueles que estão assentados nos camarotes.

A torcida “Fanáticos” antes tocava a bateria, colocava as faixas, lançava seus fogos, e principalmente, ficava de pé assistindo os jogos, numa área de impossibilitava a visão e prejudicava o conforto daqueles torcedores que assistiam dos camarotes inferiores. A torcida achou que a “proibição” era uma perseguição, e os torcedores dos camarotes inferiores achavam que a diretoria rubro-negra era incompetente para resolver a situação, devido estarem com medo de “enfrentar” a torcida organizada “Fanáticos”.

A situação, de forma inteligente, foi resolvida. A bateria e as faixas tinham que estar no nível superior, pois lá não haveria prejuízos para torcedores dos camarotes superiores, pois estes camarotes encontram-se melhores posicionados do que as os do nível inferior. Mesmo quando o torcedor da arquibancada superior fica de pé, o torcedor do camarote superior não tem sua visão e seu conforto prejudicados. Diferente do que ocorre no nível inferior, onde os camarotes ficam num nível em que há prejuízos.

Os torcedores dos camarotes tem que ser ouvidos e respeitados, pois eles são aqueles que mais colaboram financeiramente para assistir aos jogos. Os torcedores das torcidas organizadas tem que ser ouvidos e respeitados porque eles são os maiores incentivadores do time dentro de campo. A presidência tomou uma decisão correta que não prejudicou nenhuma parte e nem a outra. Falta somente que a torcida deixe de continuar com uma briga boba e sem sentido, e continue a torcer, a prestigiar e a incentivar o time dentro de campo. De outra forma, não a motivos para existir torcida organizada, e muito menos, bateria e faixas dentro da “Arena da Baixada”, seja no nível inferior ou superior.

Temos que evoluir e respeitar o direito dos outros. A torcida “Fanáticos” precisa saber evoluir e saber analizar as nova tendências, principalmente, os direitos e deveres de cada cidadão e dos diferentes “tipos” de torcedores que existem dentro do Atlético Paranaense. Afinal, existem torcedores que não gostam ou que não possuem mais o mesmo “pique” (principalmente os mais velhos) para assistirem os jogos de pé. Cada um na sua, e cada um nos seus direitos.

Um grande saudação rubro-negra para todos!



Últimas Notícias