2 nov 2004 - 22h01

Exclusivo: o tratamento de Dagoberto

A ida do atacante Dagoberto para Campinas causou um mal-estar dentro do Atlético. Edilson Thiele, chefe do departamento médico do Rubro-negro, afirmou que o clube paranaense tem toda estrutura necessária para garantir o retorno do craque aos gramados. Algumas pessoas garantem que Dagoberto só está sendo tratado em São Paulo porque já foi negociado com o futebol europeu.

Polêmicas à parte, a Furacao.com assumiu o papel de ser o principal veículo eletrônico do Atlético Paranaense e conversou com o fisioterapeuta Nivaldo Baldo, que atende o craque em Campinas. Diretor da Physiosport Rehabilitation Center, Nivaldo coordena um grupo de vários fisioterapeutas tendo tratado mais de 22 mil pacientes, com destaque a grandes atletas brasileiros como Amoroso, Juninho, Oscar Schmidt, Falcão e Hortência.

Sob o regime de fisioterapia específica e personalizada full time, Dagoberto está em Campinas com o seu procurador, Marcos José Malaquias, além de total conhecimento do Presidente Mário Celso Petraglia. "Este período inicial é fundamental para ‘esfriar’ e preparar o joelho, suas estruturas intrínsicas, as partes extra-articulares e propriciar-lhe um estado de performance necessário para futura intervenção cirúrgica", garantiu o Professor Nivaldo.


Dagoberto precisa fortalecer a musculatura para a cirurgia.

Sem tempo para descanso, Dagoberto trabalha em sessões de fisioterapia todos os dias e aos sábados, domingos e feriados. No dia de Finados, inclusive, o jogador podia ser visto na clínica praticando hidroterapia. Diariamente o atleta tem informações científicas e conhecimento técnico do seu caso. Os mesmos relatórios são repassados ao seu agente e ao Atlético.

A gravidade da lesão foi reafirmada pelo Professor Nivaldo à Furacao.com. "A lesão é seria, conforme noticiada pelo respeitado especialista do Atlético (Dr. Edilson Thiele), confirmada pelos nossos exames de ressonância magnética, testes clínicos e funcionais do referido joelho esquerdo. A estimativa de tempo para seu retorno ao futebol de alta qualidade somente poderá ser feito após o relatório escrito, verbal, de vídeo e de fotos no pós operatório", disse o Professor Nivaldo com exclusividade.

Cirurgia

A cirurgia do atacante Dagoberto deve mesmo ser realizada nos Estados Unidos. Conforme a Furacao.com apurou, o médico responsável vai ser o Dr. James Andrews, indicado pelo fisioterapeuta que atende o craque. "Ele é um dos cirurgiões com excelentes resultados e de renome mundial. A lista de atletas que indiquei e levei até incluem nomes como Amoroso, Falcão, Hortência e Zico. Mesmo assim o Dr. Petraglia, o Marcos e o Dagoberto tem nas mãos informações sobre outros nomes nos estados Unidos, na Europa e no Brasil, os quais apresentam excelentes performances", disse Nivaldo, que também garantiu que o agendamento da possível cirurgia será somente depois do parecer dos procuradores do atleta e do Presidente Petraglia.


O tratamento em Campinas é especial para o jogador.

O médico das estrelas

O médico que deve operar o joelho do atacante Dagoberto nos Estados Unidos é um dos mais renomados cirurgiões ortopedistas do mundo. James R. Andrews, 62 anos, é considerado um dos "pais" da medicina esportiva. Especialista no tratamento de joelho, ombro e cotovelo, o Dr. Andrews desenvolveu a técnica da artroscopia para cirurgias de mínima invasão, largamente utilizada em todo o mundo.

Formado em 1967 pela Louisiana State University, Andrews fez pós graduação na Universidade de Lyon sob a orientação do famoso médico Albert Trillat, maior especialista europeu em tratamento de lesões no joelho. De volta aos EUA, James Andrews aproveitou sua paixão pelos esportes e passou a se dedicar à medicina esportiva. "Eu pensei: se não posso ser um atleta, a melhor coisa que posso fazer é me dedicar à medicina esportiva, assim eu continuo envolvido com o que gosto", conta Andrews, que na juventude competiu no salto com vara.

Graças à fama de suas mãos mágicas, o médico se tornou o preferido de dez entre dez atletas do esporte profissional nos Estados Unidos. Por sua mesa de cirurgia já passaram craques como Michael Jordan, Shaquille O’Neal, Allen Iverson e Charles Barkley (basquete), Hulk Hogan (luta livre), Todd Martin (tênis), Troy Aikman (futebol americano), Roger Clemens (beisebol) e Jack Nicklaus (golfe). Por isso, passou a ser chamado de "o médico das estrelas". O médico também já operou um brasileiro: o meia Amoroso, que também fez fisioterapia com Nivaldo Baldo.

Atualmente morando em Birmingham (Alabama), James Andrews é contratado da WWF (federação de luta livre), PGA Tour (golfe), NFL (futebol americano), MLB (beisebol) e do Comitê Olímpico dos EUA. Além disso, é o diretor médico dos times Atlanta Braves (beisebol), Washington Redskins (futebol americano) e Tampa Bay Devil Rays (beisebol).

Experiente em operar e também em lidar com estrelas do esporte, o Dr. Andrews garante que a recuperação dos craques é rápida. "Para ser honesto, quanto melhor o atleta, mais fácil é de ser tratado. Como médico, eles podem fazer você parecer ser muito bom. Eles têm habilidade para se concentrar na recuperação, são motivados e têm a missão de voltar ao seu esporte. Em certo sentido, é mais fácil tratá-los", afirma.

A torcida atleticana espera que a máxima se aplique também a Dagoberto. Se depender de sua qualidade em campo, sua recuperação será muito breve e bem-sucedida.

Fotos gentilmente cedidas pelo Professor Nivaldo Baldo



Últimas Notícias

Opinião

Libertadores, estamos aqui

Do alto da nossa sétima participação na Copa Libertadores da América, temos que reconhecer que já temos muita história para contar: da primeira participação, via…