14 nov 2004 - 15h17

Tigre domesticado com goleada

O torcedor do Atlético tem que festejar mesmo. Em tarde de gala, o Furacão goleou o Criciúma por 6 a 1 e se manteve na liderança isolada do Campeonato Brasileiro. Restando cinco rodadas para o fim da competição, a diferença para o Santos continua sendo de dois pontos, já que o alvinegro venceu o Goiás por 2 a 1 em Presidente Prudente.

Com o tradicional 3-5-2, o Atlético foi para cima do Criciúma desde os primeiros minutos. Apesar da blitz, Washington e Denis Marques não conseguiam furar o bloqueio catarinense. Aos poucos o time do Criciúma foi equilibrando a partida e até os 30 minutos assustou o goleiro Diego por duas vezes.

A torcida já começava a se irritar com a afobação atleticana quando Jadson cobrou um escanteio na cabeça de Fernandinho. O ala-direita concluiu com sucesso e abriu a porteira na Arena da Baixada. Depois disso o Furacão voltou a tomar conta do jogo e Denis Marques, dentro da área, e Fabiano, chutando forte de fora, quase ampliaram. Ainda antes do primeiro tempo terminar, sobrou para Alan Bahia marcar o segundo. Ele pegou o rebote de um chute de Denis Marques e fez o seu primeiro gol no Campeonato Brasileiro.

A festa foi maior

O segundo tempo começou com o Furacão repetindo a boa atuação. Aos quatro minutos Jadson chutou com perigo, mas a bola bateu na zaga e foi para a linha de fundo. No lance seguinte, Washington fez o tradicional giro em cima do zagueiro e marcou o terceiro do Rubro-negro.

Com três a zero no placar, o time paranaense voltou a se afobar por uns momentos e Diego teve que fazer duas importantes defesas para não permitir a reação do Criciúma. E com a garantia do goleiro, o Furacão foi para cima do Tigre. E de novo, Washington, marcou. Numa boa jogada entre Jadson e o artilheiro do Atlético, o centroavante driblou o goleiro Roberto e fez o gol mais bonito da tarde.


Mais de 18 mil assistiram à goleada (foto: Cícero Back / Paraná-Online)

O Criciúma tentou uma reação, mas ora parou na trave, ora nas defesas de Diego. Aos 39 minutos, Morais fez o quinto. O meia que entrou no lugar de Jadson só aproveitou o rebote de Roberto depois de um bom chute de Washington. Dois minutos depois, Marinho cometeu pênalti e dessa vez Diego não conseguiu defender a cobrança de Cléber Gaúcho.

Já nos acréscimos Denis Marques aproveitou uma falha de Duílio e fechou o placar na Arena da Baixada. O próximo jogo do Rubro-negro é no domingo, contra a Ponte Preta, em Campinas.

41ª rodada – Brasileiro – (14/11/04) – Atlético 6 x 1 Criciúma
L: Arena da Baixada; H: 16h; A: Wagner Tardelli Azevedo (RJ); CA: Ronaldo (32′), Fernandinho (47′), Marinho (55′) e Rogério Corrêa (78′); P: 18.448; R: R$ 308.776,00; G: Fernandinho, aos 30, e Alan Bahia, aos 43 do 1°; Washington, aos 5 e aos 20, Morais, aos 38, Cléber Gaúcho, aos 40, e Denis Marques, aos 46 do 2°.

ATLÉTICO: Diego; Fernandinho (Raulen 67′), Marinho, Marcão, Rogério Corrêa e Ronildo; Fabiano, Alan Bahia (Pingo 65′) e Jadson (Morais 78′); Denis Marques e Washington. T: Levir Culpi.

CRICIÚMA: Roberto; Duílio, Ronaldo (Ceará 55′) e Luciano; Ângelo, Cléber Gaúcho, Geninho (Alexandre 77′), Saulo (Athos 64′), Douglas e Gleidson; Marcos Denner. T: Lori Sandri.



Últimas Notícias