14 nov 2004 - 15h17

Tigre domesticado com goleada

O torcedor do Atlético tem que festejar mesmo. Em tarde de gala, o Furacão goleou o Criciúma por 6 a 1 e se manteve na liderança isolada do Campeonato Brasileiro. Restando cinco rodadas para o fim da competição, a diferença para o Santos continua sendo de dois pontos, já que o alvinegro venceu o Goiás por 2 a 1 em Presidente Prudente.

Com o tradicional 3-5-2, o Atlético foi para cima do Criciúma desde os primeiros minutos. Apesar da blitz, Washington e Denis Marques não conseguiam furar o bloqueio catarinense. Aos poucos o time do Criciúma foi equilibrando a partida e até os 30 minutos assustou o goleiro Diego por duas vezes.

A torcida já começava a se irritar com a afobação atleticana quando Jadson cobrou um escanteio na cabeça de Fernandinho. O ala-direita concluiu com sucesso e abriu a porteira na Arena da Baixada. Depois disso o Furacão voltou a tomar conta do jogo e Denis Marques, dentro da área, e Fabiano, chutando forte de fora, quase ampliaram. Ainda antes do primeiro tempo terminar, sobrou para Alan Bahia marcar o segundo. Ele pegou o rebote de um chute de Denis Marques e fez o seu primeiro gol no Campeonato Brasileiro.

A festa foi maior

O segundo tempo começou com o Furacão repetindo a boa atuação. Aos quatro minutos Jadson chutou com perigo, mas a bola bateu na zaga e foi para a linha de fundo. No lance seguinte, Washington fez o tradicional giro em cima do zagueiro e marcou o terceiro do Rubro-negro.

Com três a zero no placar, o time paranaense voltou a se afobar por uns momentos e Diego teve que fazer duas importantes defesas para não permitir a reação do Criciúma. E com a garantia do goleiro, o Furacão foi para cima do Tigre. E de novo, Washington, marcou. Numa boa jogada entre Jadson e o artilheiro do Atlético, o centroavante driblou o goleiro Roberto e fez o gol mais bonito da tarde.


Mais de 18 mil assistiram à goleada (foto: Cícero Back / Paraná-Online)

O Criciúma tentou uma reação, mas ora parou na trave, ora nas defesas de Diego. Aos 39 minutos, Morais fez o quinto. O meia que entrou no lugar de Jadson só aproveitou o rebote de Roberto depois de um bom chute de Washington. Dois minutos depois, Marinho cometeu pênalti e dessa vez Diego não conseguiu defender a cobrança de Cléber Gaúcho.

Já nos acréscimos Denis Marques aproveitou uma falha de Duílio e fechou o placar na Arena da Baixada. O próximo jogo do Rubro-negro é no domingo, contra a Ponte Preta, em Campinas.

41ª rodada – Brasileiro – (14/11/04) – Atlético 6 x 1 Criciúma
L: Arena da Baixada; H: 16h; A: Wagner Tardelli Azevedo (RJ); CA: Ronaldo (32′), Fernandinho (47′), Marinho (55′) e Rogério Corrêa (78′); P: 18.448; R: R$ 308.776,00; G: Fernandinho, aos 30, e Alan Bahia, aos 43 do 1°; Washington, aos 5 e aos 20, Morais, aos 38, Cléber Gaúcho, aos 40, e Denis Marques, aos 46 do 2°.

ATLÉTICO: Diego; Fernandinho (Raulen 67′), Marinho, Marcão, Rogério Corrêa e Ronildo; Fabiano, Alan Bahia (Pingo 65′) e Jadson (Morais 78′); Denis Marques e Washington. T: Levir Culpi.

CRICIÚMA: Roberto; Duílio, Ronaldo (Ceará 55′) e Luciano; Ângelo, Cléber Gaúcho, Geninho (Alexandre 77′), Saulo (Athos 64′), Douglas e Gleidson; Marcos Denner. T: Lori Sandri.



Últimas Notícias

Torcida

Colecionadores da nossa paixão

Para alguns torcedores atleticanos, não basta apenas vestir a camisa por amor. É preciso guardar algumas, centenas delas num acervo particular, em coleções prá lá…

Torcida

As histórias por trás dos acervos

Cada colecionador é, de certa forma, guardião de um pedaço da história do clube. E cada coleção também acaba criando sua própria história. Nenhuma nasce,…