28 nov 2004 - 17h08

Dando chance para o azar

O Atlético jogou apenas 65 minutos na noite deste domingo contra o Grêmio, em Erechim. Durante esse período, fez 3 a 0, jogou melhor e venceu com tranqüilidade. Mas não foi suficiente. O relaxamento nos minutos finais custou caro ao Rubro-negro. O Grêmio buscou o empate aos 47 minutos do segundo tempo e manteve o campeonato indefinido.

Logo no início do jogo, o Atlético mostrou que estava disposto a vencer o jogo a qualquer custo. Marcão roubou uma bola no meio-campo aos 3 minutos e lançou Washington. O atacante avançou, driblou o goleiro Márcio e tocou para o fundo da rede. Porém, antes mesmo da conclusão do lance, o árbitro marcou impedimento do artilheiro do Brasileiro.

Três minutos depois, Washington partiria novamente livre, mas novamente a arbitragem marcou um impedimento duvidoso. Aos 13, Washington e Denis Marques fizeram ótima tabelinha e a bola sobrou para Fernandinho, na direita. Ele bateu cruzado, mas mandou para fora.

Depois disso, o Atlético enfrentou algumas dificuldades em função de vários passes errados e o Grêmio tentou ameaçar com os jovens Anderson e Marcelinho. Aos 23, Denis Marques fez ótima jogada pela ponta-esquerda, ganhando do zagueiro Alex Xavier e tocando para Jadson. O passe saiu curto e obrigou Jadson a se esticar para chegar na bola antes do zagueiro Baloy. Deu certo e Denis ficou livre para tocar na saída de Márcio, marcando o primeiro gol do jogo.

O gol acabou destruindo qualquer esperança gremista. Cinco minutos depois, Washington e Fernandinho protagonizaram uma jogada "invertida". O atacante fez boa jogada pela direita e cruzou para o centro da área. Fernandinho mostrou categoria e, tal qual um centroavante, dominou e tocou na saída do goleiro do Grêmio, marcando o segundo.

No desespero, o Grêmio ameaçou com chutes de Marcelinho, aos 36 e Anderson, aos 40. O Atlético esteve a ponto de marcar aos 38, com Jadson em cobrança de falta e aos 42, com Washington tocando na saída do goleiro. O último lance do primeiro tempo foi uma cobrança de falta de Cláudio Pitbull, que passou perto do gol de Diego, mas sem assustar.

Segundo tempo

O Grêmio voltou para o segundo tempo com duas novidades: o volante Luciano Santos e o atacante Roberto Santos. Logo aos 5 minutos, o tricolor ameaçou em uma jogada dos dois reservas. Luciano lançou, Rogério Corrêa não conseguiu tirar de cabeça e Roberto Santos esteve prestes a marcar quando Diego saiu bem e interceptou a jogada.

O melhor momento do Atlético no segundo tempo foi entre os 12 e os 20 minutos. Aos 13, Washington recebeu de Jadson e chutou de fora da área para boa defesa de Márcio. No minuto seguinte, Jadson cobrou falta da esquerda e Fernandinho subiu live na primeira trave, desviando de cabeça para o fundo do gol. Na comemoração, ele foi até o alambrado e vibrou com a torcida atleticana.

Aos 16, Fernandinho cruzou da direita e Washington cabeceou na trave direita de Márcio. No rebote, o próprio Washington ajeitou e chutou forte da esquerda, obrigando Márcio a fazer ótima defesa. Depois de um período de intensa pressão, o Furacão simplesmente abdicou da partida.

Com os 3 a 0 no placar, os jogadores resolveram se poupar. Levir Culpi ainda trocou Fabiano por Pingo. Aos 25 minutos, Rogério Corrêa falhou e Roberto Santos ficou livre para marcar. Depois, Levir tirou Denis e colocou William para reforçar a marcação. Não funcionou. O time continuou devagar.

Aos 44 minutos, Baloy subiu livre na área e fez o segundo. Aos 47, a zaga novamente falhou no jogo aéreo e o baixinho Cláudio Pitbull, de 1,73m, empatou o jogo, o que parecia impossível.

Com o empate, o Atlético manteve dois pontos de vantagem sobre o Santos. Pode ser que os dois pontos perdidos neste domingo não façam falta para o título. Mas que o Atlético deu uma grande chance para o azar, isso ninguém pode negar.

43ª rodada – Brasileiro – (28/11/04) – Grêmio 3 x 3 Atlético
L: Colosso da Lagoa; H: 18h; A: Wagner Tardelli Azevedo (RJ); CA: Alex Xavier (2′), Marinho (9′), Marcão (24′), Anderson (25′), Jadson (42′), Fabiano (51′) e Cristiano (53′); P: 9.467; R: R$ 128.698,00; G: Denis Marques, aos 23, e Fernandinho, aos 28 do 1°; Fernandinho, aos 14, Roberto Santos, aos 25, Baloy, aos 44, e Cláudio Pitbull, aos 47 do 2°.

GRÊMIO: Márcio; George, Baloy, Alex Xavier e Cristiano; Cocito, Leanderson (Bruno Coutinho 62′), Felipe Melo (Luciano Santos int) e Anderson (Roberto Santos int); Marcelinho e Cláudio Pitbull. T: Cláudio Duarte.

ATLÉTICO: Diego; Fernandinho, Marinho (Igor 83′), Rogério Corrêa, Marcão e Ivan; Fabiano (Pingo 64′), Alan Bahia e Jadson; Denis Marques (William 76′) e Washington. T: Levir Culpi.



Últimas Notícias

Torcida

Colecionadores da nossa paixão

Para alguns torcedores atleticanos, não basta apenas vestir a camisa por amor. É preciso guardar algumas, centenas delas num acervo particular, em coleções prá lá…

Torcida

As histórias por trás dos acervos

Cada colecionador é, de certa forma, guardião de um pedaço da história do clube. E cada coleção também acaba criando sua própria história. Nenhuma nasce,…